Capa / Alta Floresta / TIRO E QUEDA 27/09

TIRO E QUEDA 27/09

TIRO E QUEDA, por Altair  Nery

Ontem eu tive a oportunidade de conversar com o candidato a deputado federal Juarez Costa, que é da cidade de Sinop, pertence aos quadros do MDB e esteve na região apresentando sua candidatura a uma das 8 vagas de deputados federais.

Me chamou a atenção uma das respostas dada pelo candidato ao programa Atualidades (Rádio Bambina), em que é indagado sobre a responsabilidade para com a região, caso venha a ser eleito, tendo em conta que outros candidatos vieram (aliás, sempre vieram) para nossa região pedir votos e pouco fizeram por nossa cidade.

Como político, é claro que ele teve a oportunidade de “mostrar trabalho”, ao responder à esta pergunta dizendo que, como prefeito de Sinop por dois mandatos ele conseguiu vários investimentos para a cidade, principalmente para asfalto e saúde, indo para Brasília apresentar projetos junto ao Governo Federal, que desta forma conseguiu fazer uma das maiores (segundo sua avaliação) administrações da cidade de Sinop, transformando-a em uma das mais importantes cidades do Estado, confirmando sua condição de polo regional.

No meio da resposta foi informado que deputados federais que aqui vieram, como a exemplo o atual deputado Nilson Leitão, que é do PSDB, que também é de Sinop, além de outros que também deixaram muito a desejar, como o Adilton Sachetti, que na campanha passada foi “trazido” pela ex-prefeita Maria Izaura, hoje candidata a deputada estadual (PPS), mas que depois de eleito foi embora e não mais voltou e hoje, como candidato a senador está por aí pedindo votos, bem, voltemos ao Juarez Costa, ele foi informado que Alta Floresta pouco recebeu dos deputados eleitos, uma ou outra “emendazinha” de 50, 100.000, 500.000 reais.

E é aí que a entrevista ficou interessante. Ele afirmou que, em Sinop, como prefeito, montou uma equipe de engenheiros para elaboração de “muitos projetos” e a ida à Brasília era uma de suas tarefas que mais focava. Como deputado, caso as cidades não tenham equipes para elaborar projetos, ele terá a sua própria equipe e trabalhará não apenas com emendas, mas sim com projetos para ajudar as prefeituras de Mato Grosso, especialmente da região norte.

Eu então quis saber qual a diferença entre “emendas” e “projetos” da forma como ele estava relatando e ele respondeu com números, a partir de sua experiência como prefeito. Nos 8 anos, como prefeito, recebeu em torno de cinco milhões de reais em emendas. Em projetos, conseguiu emplacar mais de um bilhão de reais.

Tá, eu sei, trata-se de uma campanha eleitoral, agora “tudo é lindo, tudo é maravilhoso”, mas… nos faz refletir. Quantos votos Alta Floresta deu para todos os deputados federais eleitos na ultima legislatura? O que de bom veio  para a cidade? Pouco, né, quase nada.

Talvez isto explique as ultimas pesquisas que aos poucos vão tirando do páreo candidatos que não conseguem transformar em concreto os planos que apresenta no abstrato, sou seja, não tira do papel para por em prática, isto quando põem no papel.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top