Capa / Alta Floresta / BONITA, MAS ASSUSTADORA: ‘Cobra arco-íris’ é capturada pelos bombeiros em núcleo urbano de Alta Floresta

BONITA, MAS ASSUSTADORA: ‘Cobra arco-íris’ é capturada pelos bombeiros em núcleo urbano de Alta Floresta

Bruno Felipe / Da Reportagem

O Corpo de Bombeiros Militar realizou neste domingo, dia 26 de janeiro, a captura de uma cobra da espécie ‘Salamanta’ que estava no quintal de uma residência localizada no setor GS. A reportagem do Jornal O Diário apurou junto a 7ª Cia do Corpo de Bombeiros de Alta Floresta que, inicialmente, transeuntes que passavam na Rua GS avistaram a cobra atravessando a via pública e posteriormente entrando em uma residência. De imediato, acionaram a Central de Bombeiros de Alta Floresta solicitando a captura do animal.

Militares foram ao local e encontraram a cobra sobre um gramado. Usando de equipamentos adequados de segurança como gancho de captura de cobra, pinção de captura de cobra e caixa de transporte e contenção provisória de ofídios, os militares então fizeram a captura da serpente. Conforme os bombeiros, durante a captura, o animal que possuí uma coloração avermelhada na parte dorsal com umas figuras circulares em tom de preto e tamanho aproximado de 1,30m, se mostrou bem hostil.

O Sargento BM Luís Fabio explicou que a serpente capturada é da espécie ‘salamanta’, seu nome científico é “Epicrates cenchria”, mas é comumente conhecida também como cobra arco-íris ou jiboia arco-íris.  Trata-se de uma cobra não peçonhenta, ou seja, ela não é venenosa. Pertencente à família dos ‘boídeos’ (a mesma família da cobra sucuri, jiboia, píton reticulada) a espécie pode atingir até cerca de 1,70m de comprimento.

Quando a salamanta se expõe ao sol, a sua cor reflete um tom furta-cor e azul metálico devido à iridescência: a luz do sol se decompõe quando atinge a superfície da pele da cobra, fazendo refletir uma cor diferente; por isso é também chamada de cobra arco-íris. Assim como a jiboia e a sucuri, a cobra salamanta é vivípara, isto é, geram seus filhotes em seu ventre. Fábio ressaltou que a cobra, após capturada, foi realocada em área florestal distante do núcleo urbano.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top