Capa / Alta Floresta / UM NOVO CICLO: Prefeitura assume, de forma oficial, atendimentos da Casa Pinardi; transição ocorreu na manhã de ontem

UM NOVO CICLO: Prefeitura assume, de forma oficial, atendimentos da Casa Pinardi; transição ocorreu na manhã de ontem

Bruno Felipe / Da Reportagem

Foi realizada na manhã de ontem (09/05), de forma oficial, a entrega da Casa Pinardi pela Fundação Servir para a Prefeitura Municipal de Alta Floresta. A partir de agora a Secretaria Municipal de Assistência Social assumirá o comando da Casa que atende atualmente cerca de 7 crianças em situação de vulnerabilidade. De acordo com a presidente da Fundação, Tereza Ceballos, a entrega da Casa para a Prefeitura é devido as dificuldades financeiras que a Fundação Servir passa em relação aos gastos principalmente com funcionários.

Em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário, Tereza disse que é voluntária e atuava como coordenadora da Casa há cerca de dois anos. “Eu agradeço muito, fica marcado muita coisa porque 31 anos não é dois, três anos, eu pessoalmente me apego muito, principalmente a causa das crianças, mas tenho que aprender a conviver”, disse ela. Tereza frisou que a Fundação Servir não está encerrando os trabalhos no município, uma vez que a Fundação continuará realizando os atendimentos de outros setores como o Departamento Defesa da Vida Lar Santa Isabel, uma casa de passagem que atende homens em vulnerabilidade social, além do Centro Cultural Padre Geraldo Silva e também o Sítio Arqueológico da Paineira.

A Secretária de Assistência Social Luzmaia Quixabeira disse que chegou a oferecer uma contrapartida para aumentar o valor do convênio para a Fundação, porém, eles não aceitaram, pois, a decisão já havia sido tomada junto ao conselho da unidade. Luzmaia salientou que a Prefeitura dará continuidade nos trabalhos de atendimento as crianças e irá locar as mesmas estruturas da unidade até o final do ano. Além disso, uma nova equipe multidisciplinar que já atua no CRAS e CREAS de Alta Floresta assumirá os atendimentos na unidade.

Lembrando que o município já realiza atendimentos com adolescentes a partir de 12 anos em situação de vulnerabilidade na ‘Casa Lar’, onde atualmente conta com 11 adolescentes. “Não é fácil, mas é gratificante você poder cuidar e contribuir para o melhor dessas crianças e adolescentes”, disse Luzmaia. “O município atravessa por bastante dificuldades, mas quando se trata de criança e adolescente nós temos que dar prioridade”, complementou ela.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top