Capa / Alta Floresta / Estudantes do IFMT de Alta Floresta fazem manifesto após anúncio do corte de verbas que afetará a unidade local

Estudantes do IFMT de Alta Floresta fazem manifesto após anúncio do corte de verbas que afetará a unidade local

Bruno Felipe / Da Reportagem

O Ministério da Educação (MEC) anunciou no fim do mês passado o corte de 30% dos repasses para todas as universidades federais do país e com isso diversas instituições começaram uma readequação orçamentária para garantir o funcionamento. A reportagem do Jornal O Diário apurou que o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) em Alta Floresta também será afetado devido ao corte nas verbas. Nesta semana alguns alunos se mobilizaram e fizeram um manifesto na instituição, utilizando-se de vestimentas pretas simbolizando o luto por aqueles que não acreditam na educação.

Segundo uma das alunas do curso de Administração, a reivindicação não se trata apenas pela garantia do ensino de qualidade gratuito, mas sim pelos outros setores que o IFMT/AF proporciona como cultura, respeito, preparação para o mercado de trabalho e cidadania. “Graças ao IFMT entrei no mercado de trabalho, graças ao IFMT estou me tornando uma profissional capacitada e por isso estamos em luto; nós do IFMT-Campus Alta Floresta estamos em luta”, disse ela ao Jornal O Diário.

A reportagem apurou que possivelmente serviços serão cortados pela metade, como energia e materiais do laboratório que precisam de manutenção. Além disso, possivelmente serão cancelados pedidos de alguns materiais para a sala de administração, haverá a diminuição da frota de ônibus e alguns gastos de manutenção como combustível também serão diminuídos. É certo dizer que caso o problema continue haverá corte de terceirizados como a limpeza e até mesmo de alguns professores. Segundo um dos alunos do IFMT,  estas informações foram dadas pelo próprio diretor da instituição que em reunião com os alunos e funcionários expôs todos os gastos da instituição e explicou o que poderá ser afetado a partir deste corte.

Um outro aluno da instituição, disse que sente como se estivesse sendo ‘expulso do próprio lar’ “O IFMT-campus Alta Floresta é a nossa segunda casa, batalhamos todos os dias para estar ali lutando por um futuro melhor, por uma vida melhor e por uma educação de qualidade”, disse ele.

A reportagem do Jornal O Diário tentou por inúmeras vezes contato com o diretor do Campus de Alta Floresta, mais até o fechamento desta edição não tivemos retorno.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top