terça-feira , julho 17 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Artigos / Tiro e Queda – Sexta Feira

Tiro e Queda – Sexta Feira

A Câmara deve instalar uma Comissão Processante para investigar denúncias de irregularidades cometidas pela vereadora Elisa Gomes e o vereador Rogério Colicchio, durante o período em que atuaram, ela, como vereadora (2005/08) tendo sido beneficiada por contrato de publicidade em sua Editora, com dispensa de licitação e tudo, e no período em que foi secretária de cultura, e atuava, no mesmo horário de expediente, como professora na escola Cnec e, contra o vereador Rogério, um relatório da Controladoria interna que apura que ele desviou, junto com a prefeita Maria Izaura Dias Alfonso, 290.000 reais da merenda escolar no período em que foi secretário de educação de Alta Floresta.

O interessante da história, principalmente no caso de Rogério, é que os vereadores que assinaram o pedido de Comissão Processante, tomaram com base relatório apresentado pela Controladoria Interna da Prefeitura de Alta Floresta, assinado pelo mesmo controlador, Herbert Vilarruel. Rogério e Elisa, querem a implantação de uma CP contra Asiel Bezerra com base em relatórios assinados pelo mesmo controlador. É a história do “pau que bate em Chico, também bate em Francisco”.

Acho, e já disse isso aqui, que Alta Floresta está vivendo um momento sui generis, momento de “passar a limpo” e apresentar à sociedade as sujeiras que são varridas para debaixo do tapete, doa a quem doer. Se houver coisas erradas, que os responsáveis sejam identificados e punidos de acordo com o que a justiça manda.

Neste caso, por exemplo, há dois relatórios da controladoria interna, apontando supostos erros que aconteceram na administração e que precisam ser apurados. Rogério, como secretário de educação, é acusado de ter desviado quase 300.000,00 da merenda escolar. Foi o próprio controlador Herbert Vilarruel quem disse, por meio de seu relatório. No caso de Asiel, o relatório aponta indícios de irregularidades em um contrato de locação de maquinário, na ordem de 2,7 milhões de reais. A sociedade precisa saber o que está acontecendo de fato, foi desviado dinheiro? Quanto? Beneficiou a quem? Quem irá recompor o erário? E mais, quem por ventura errou, irá continuar na vida política? São respostas que estas duas Comissões, a que apurará a administração Asiel, e a que apurará Rogerio e Elisa (acusada de contratar com órgãos públicos estando impedida e de ser “fantasma” na secretaria de Cultura). Vamos aguardar.

Mudando um pouco de assunto: Ontem nós conversamos com o DrAsiel que demonstrou confiança em ter o cargo devolvido para si, pela Justiça, seja na primeira instancia, aqui em Alta Floresta, ou por força de Agravo no Tribunal de Justiça, na capital.

Contra Asiel estão sendo realizados procedimentos no Ministério Publico Estadual e esta Comissão Processante na Câmara. Quanto à Câmara, o prefeito afastado defendeu que sejam feitos os procedimentos de investigação, agora, quanto ao Ministério Público, a sua defesa já protocolou um requerimento par ater conhecimento a cerca das denuncias que estão sendo levantadas para a sua defesa. Segundo dr Celso Reis de Oliveira, estes documentos devem chegar até ele hoje ainda…

Já quanto à decisão da Justiça, de reconduzir ou não o prefeito Asiel ao cargo, até o fechamento desta edição ainda não tinha decisão. A defesa aguarda para hoje uma posição da Justiça.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top