Capa / Alta Floresta / Polícia Federal desencadeou 2ª fase de operação que visa prender organização criminosa envolvida em venda ilegal de ouro em MT

Polícia Federal desencadeou 2ª fase de operação que visa prender organização criminosa envolvida em venda ilegal de ouro em MT

Bruno Felipe / Da Reportagem

Após o desencadeamento da ‘Operação Trypes’, deflagrada pela Polícia Federal, ao menos uma pessoa foi detida em Alta Floresta acusada de ter participação em uma organização criminosa atuante na extração e comercialização ilegal de ouro da Amazônia Legal. Na época, a reportagem do Jornal O Diário acompanhou a ação dos policias no município os quais fizeram abordagens em uma empresa de compra e venda de ouro localizada na Avenida Ludovico da Riva, próximo a escola Presbiteriana; aproximadamente 10 policiais divididos em duas viaturas chegaram no local logo ao amanhecer do dia e ficaram lá durante toda a manhã fazendo vistorias. Quando a reportagem chegou ao local o proprietário do estabelecido já havia sido detido e possivelmente encaminhado para a realização de exames de corpo e delito.

Nesta segunda-feira (07/10), a Polícia Federal desencadeou a 2ª fase desta operação. A etapa tem o objetivo de cessar as atividades de um grande garimpo ilegal no município de Aripuanã. A ação, conjunta com forças de segurança do Estado de Mato Grosso como servidores do IBAMA e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso (SEMA/MT), atuarão na área durante toda semana. Há aproximadamente um ano o garimpo ilegal atrai aventureiros e curiosos em busca de ouro na região de Aripuanã. A situação já foi alvo de investigação da PF em 2018 e reuniu autoridades, no entanto, a exploração continuava sem qualquer tipo de controle. A área explorada ilegalmente chegou a registrar acidentes, soterramentos, mortes e assassinatos ao longo de quase um ano.

De acordo com as investigações, além do impacto ambiental na região, o garimpo ilegal estaria causando grande impacto social no município com aumento do índice de homicídios, tráfico de drogas, prostituição, etc. Lembrando que o nome da operação deriva da palavra grega “trypes” que significa “buracos”. Esta é uma alusão à situação em que ficou a região após a ação dos criminosos.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top