Capa / Alta Floresta / Ciclo de palestras sobre a conscientização do autismo será realizada neste final de semana

Ciclo de palestras sobre a conscientização do autismo será realizada neste final de semana

Bruno Felipe / Da Reportagem

Amanhã (13/04), será realizado nas dependências da Igreja Presbiteriana Renovava (localizada ao lado da Feira Livre Municipal), das 08h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00, um ciclo de palestras sobre o Autismo. O ciclo faz parte do ‘Abril Azul’, mês da campanha sobre a conscientização do Autismo promovido pela Associação de Amigos do Autista de Alta Floresta (AMA/AF), o evento contará com a presença da Psicomotricista Relacional Daniele Ribas, a Neurologista Dra. Rossana Kotecki, a Terapeuta Ocupacional Carmen Stropa e também da Fonoaudióloga Dra. Gisele Neves. O ‘Abril Azul’ culminará na realização da 4ª Caminhada em Conscientização do Autismo, que acontecerá no dia 27 de abril com saída as 07h30 da Igreja Matriz.

Apesar do mês especial, o autismo é realidade diária de muitas famílias. A presidente da AMA, Laila Burli, é mãe de um ‘anjo azul’ e sabe na pele as batalhas que é enfrentar o preconceito. Ela disse que muitas vezes a falta de informação gera ignorância na forma de como tratar os autistas. “A luta pelo fim do preconceito é diária, muitas vezes ele vem de forma velada, de forma em que as pessoas fazem apenas comentários displicentes e maliciosos, mas sem aquela intensão”, disse Laila. Ela ressaltou dizendo que “É preciso falar do autismo todos os dias do ano, nós vivenciamos essa realidade todos os dias, o autismo não tem cara, ele não é medido através de um exame clinico, o autismo é comportamental, é uma disfunção no comportamento do ser humano”, frisou ela.

Cada autista possui tipos de tratamentos diferentes. Atualmente, diversas famílias brasileiras usam de substâncias derivadas da planta Cannabis Sativa  para o tratamento dos autistas. Devido a planta ainda ser considerada uma droga ilegal, as famílias precisam de autorização judicial para garantir a saúde dos filhos; um estudo recente feito pela Universidade Ben-Gurion, em Israel, com 188 pacientes, revelou que 90% dos pais veem melhora em filhos autistas após tratamento com cannabis medicinal. Laila disse que não tem nenhum conhecimento de famílias em Alta Floresta que tenham entrado na justiça para conseguir a substância, mas reconhece a luta das mães brasileiras que lutam para garantir a saúde de seus filhos autistas.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top