Capa / Alta Floresta / TIRO E QUEDA 05/11

TIRO E QUEDA 05/11

TIRO E QUEDA, por Altair Nery.

Vamos começar o Tiro e Queda de hoje registrando a morte prematura, com apenas 54 anos, do professor Doutor Rogério Dias Dalla Riva, que morreu no sábado, após internamento em um hospital na cidade de Sinop. Aos familiares, Dr Cezar Dalla Riva, figura importante de nossa cidade, à sua irmã Rosilda Dalla Riva e todos aqueles que fazem parte do circulo familiar e de amigos mais próximos, nossas condolências e desejos profundos de que consigam passar por este triste momento em suas vidas, Rogério, apesar de sua partida prematura, deixou um legado de ensino digno de respeito, não só pelo conhecimento que acumulou, mas principalmente por ter repassado este conhecimento a dezenas, centenas, milhares de jovens, muitos hoje formados outros ainda em formação, mas que terão no exemplo do “Pai Riva”, como era conhecido em Lucas do Rio Verde, um estímulo para continuarem crescendo cada vez mais. Rogério foi escolhido coordenador do curso de engenharia civil da Unemat, Núcleo Pedagógico de Lucas do Rio Verde, direcionando uma centena de novos profissionais que estão galgando os primeiros passos em suas carreiras. Fará falta como profissional, fará falta como amigo, fará falta como filho, como irmão, como educador, mas principalmente, fará falta como ser humano dotado da grandeza de espírito própria dos vencedores. À família, nossos pêsames.

 

Mudando de assunto

Agora a nossa dura realidade. Um assalto a mão armada, em pleno meio dia, no sábado chamou a atenção pela ousadia de dois bandidos que invadiram um estabelecimento comercial na rua D, agrediram a um funcionário com chutes, mesmo após este deitado e em seguida roubaram dinheiro e celulares deixando sob a mira de um revolver, uma mulher e uma criança de aproximadamente 10 anos de idade. O circuito interno da empresa registrou a ação. Em menos de um minuto os dois fizeram “toda a malvadeza” que só não foi trágica porque o funcionário agredido e os outros que estavam sob a mira das armas, não esboçaram reação. Os dois meliantes estavam de capacete.

Nestes casos, em que os bandidos escondem o rosto, seja através de capacete ou mesmo através de tocas, é muito difícil conseguir identificar os autores. Só que desta vez, a polícia conseguiu chegar aos meliantes. Após o assalto, as informações foram repassadas para policiais de toda a região. Em Paranaíta, na madruga de deste domingo, a polícia militar atendeu uma ocorrência de disparo de arma de fogo. Ao chegar ao local, o autor do disparo  tentou empreender fuga a pé, dispensou a arma no caminho, mas foi detido pelos policiais, que recolheram a arma. Havia outro homem envolvido na ocorrência, que foi preso em um bar, também de posse de um revolver, ambas as armas eram de calibre 38.  Como eram de porte físico parecido com aqueles que efetuaram o assalto em Alta Floresta, a polícia os interrogou e acabaram confessando a autoria do assalto. Um deles havia acabado de deixar a cadeia de Alta Floresta, há menos de uma semana.

É… no quesito segurança, o Estado de Mato Grosso tem  muito que avançar… e nas outras áreas? Saúde (tem muito que avançar), Educação (tem muito que avançar), Lazer (tem muito que avançar), esporte (tem muito que avançar), economia (tem muito que avançar), infraestrutura (tem muito que avançar), em todos os setores (tem muito que avançar), Pensa num governador (Mauro Mendes) que vai ter trabalho para arrumar esta bagunça que o Pedro Taques está deixando.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top