domingo , agosto 19 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Em Destaque / TIRO E QUEDA – 23.04

TIRO E QUEDA – 23.04

TIRO 01

Um áudio atribuído ao ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, do PDT, balançou as mídias sociais no final da ultima semana. Pivetta disparou contra seu ex-aliado Pedro Taques, governador do Estado que buscará sua reeleição nas eleições de outubro próximo.

“Meu caro amigo, eu realmente tenho preconceito, meu preconceito é contra vagabundo é contra mentiroso, é contra esses enganadores que em época de campanha política parecem estar cheios de boa intenção, cheio de vontade de fazer o bem,, se dizem competentes, sabem discursar, são afinados com as palavras mas que ao longo o exercício do mandato se mostram extremamente despreparados, incompetentes, mostra que não sabe administra o orçamento doméstico, usa todas as mordomias possíveis do estado…”, dentre outras afirmações. O áudio está largamente sendo disparado nas mídias sociais e mostra que os dos “amigos”, não passam agora de adversários na essência da palavra.  A declaração é uma resposta à uma entrevista de Taques à Rádio Joven Pan na quinta-feira, 19. Taques afirmou que Pivetta seria preconceituoso e o comparou aos escravocratas. As declarações do governador foram em respostas às críticas que Pivetta tem feito sobre a Caravana da Transformação.

Em resposta, o aúdio gravado e distribuídos pelo aplicativo WhathsApp, mostram a “resposta”, Pivetta acusa o governador de ser “ladrão de sigla partidária” em alusão as articulações envolvendo PPS e PSB, dizendo que Taques usa pessoas de boa fé até o esgotamento e na sequência as descarta.

“Essa é a nova nomenclatura que temos que dar a ele: ladrão de sigla partidária para conseguir ter tempo em televisão e verba partidária para conseguir fazer a campanha dele. Se é que ele não fez o caixa através dos esquemas de corrupção que se instalaram nesses três anos e meio dentro do governo, muito provavelmente comandado por ele. Porque ele de santo, não tem nada”, acusou Pivetta.

O ataque do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde vai além, acusa o governador de não saber administrar sequer o orçamento doméstico e ainda de “encher as repartições públicas com cargos eu não têm função nenhuma, “pessoas como esse governador que está aí, eu sou preconceituoso mesmo. Não era, porque fui uns dos que o carregou no colo e embalou ele, porque confiava nele. Mas a pior das traições e a da confiança. Eu como brasileiro e mato-grossense, sempre fui dedicado ao bom combate”, completou o pedetista.

Na gravação, Pivetta ainda destacou que Taques não tem o mínimo de sensibilidade com as crianças, a não ser com a própria filha. Uma das acusações contra o governador é justamente a falta de estrutura nas escolas já que muitas não dispõem de ar-condicionado devido as redes elétricas obsoletas.

“As crianças pobres que precisam do ensino público recebem todos os maus tratos possíveis pelo ambiente. As escolas continuam sendo as piores possíveis.

Só para lembrar, em 2014, Pivetta foi coordenador-geral de campanha de Taques e também coordenou a equipe de transição após a vitória eleitoral. Rompeu com o governador em 2016 e agora organiza os ex-aliados para fazer oposição ao tucano.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top