domingo , agosto 19 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Tiro e Queda com Altair Nery / TIRO E QUEDA 12.04

TIRO E QUEDA 12.04

TIRO 01

Começamos o Tiro e Queda de hoje registrando aqui a nossa solidariedade para com a família do prefeito de Alta Floresta, Dr Asiel Bezerra de Araújo, que na madrugada desta quarta-feira, perdeu o pai senhor Moacir Bezerra de Araujo. Dr Asiel, como já é de conhecimento geral, afastou-se para tratamento de saúde, ele estava numa propriedade familiar na noite de ontem quando senhor Moacir começou a passar mal e foi levado à um Hospital de Alta Floresta, com problemas no coração. O sepultamento ocorreu na tarde desta quarta-feira. A prefeita interina, Neia Munhoz decretou luto oficial no município.

Mudando de assunto.

Ontem, dia 11 de abril, fez exatamente 1 (um) ano que o vice-governador Carlos Fávaro e uma grande comitiva, formada pelo Secretário da Sinfra, equipe de fotógrafos, repórteres, assessores, que vieram da capital e juntaram-se à vereadores, prefeitos, assessores de vereadores e prefeitos, empresários que estavam crentes à época que “agora ia”. Ontem, fez exatamente 1 ano que aconteceu a “Expedição Pró-Estrada”, que de Juara e encerrou em Alta Floresta. Dentre os deputados que participaram da expedição estavam Romoaldo Junior e Nininho.

Quando encerrou-se a expedição, a que nós aqui chamávamos de “caravana”, o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte, afirmou que a ideia do Governo era construir três pontes de concreto e iniciar o asfaltamento da 325 ligando “o aeroporto da Malu” (cerca de 10 km após o entroncamento com a MT 208 no Universitário) até a Comunidade Ouro Verde na altura da antiga Escola Rural Produtiva – ERPAF.

E teve gente que acreditou.

Hoje, um ano após, nada, ABSOLUTAMENTE NADA foi feito na MT 325. Aliás, alunos da escola da Pista do Cabeça estão sem estudar porque algumas das pontes sobre a rodovia estão intrafegáveis.

Hoje o vice-governador, por questões absolutamente eleitorais, não está mais no Governo, pediu exoneração do cargo para que não sofresse um golpe (prometido) por parte de Taques, que teria, para confidentes nada confiáveis, pois o vice foi informado, dito que assim que entrasse no período de desincompatibilização, sairia de licença “obrigando” Fávaro a assumir (é automático) ficando desta forma inelegível. Fávaro é pretenso candidato à Senador.

Independente da postura política do ex-vice-governador, o que se tem como certo é que Alta Floresta, outra vez, foi enganada pelo governo, aliás, isso vem ocorrendo com frequência.

Para tanto, basta lembrarmo-nos que todas as vindas de gente do governo, do final do ano para cá, inclusive o próprio Fávaro, nunca resultaram em nada produtivo (talvez uma coisinha ou outra) para a cidade, mas serviram de palanque para discurso político. Pior ainda, de dia, faziam reuniões “faz de conta” na cidade e a noite faziam reuniões políticas, estas sim pareciam ser o verdadeiro objetivo deles aqui em Alta Floresta.

Que esse abandono não perdure e que as pessoas comecem a analisar com critério esses barões da política, de mamando à caducando, chega de ser massa de manobra, ou como diz o professor Tobias, “chega de ser quintal de Sinop”.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top