Últimas Notícias

PENSANDO NO FUTURO: Alunos fazem fralda biodegradável a partir de amido de mandioca em MT

FRALDA DE MANDIOCAAlunos do curso técnico em Meio Ambiente do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) desenvolveram uma fralda biodegradável usando tubérculo como matéria-prima. A estudante Mariana Nunes explicou que a partir da mandioca é possível produzir uma fralda que deverá se decompor em até seis meses.

Diariamente, um bebê pode gastar entre seis e dez fraldas. Por ano a conta daria, aproximadamente, 3.800 unidades depositadas em lixões e aterros sanitários. Cada fralda, com a matéria-prima comercializada normalmente, demora cerca de 500 anos para se decompor no meio ambiente.

A proposta é diminuir o período de decomposição, já que cada unidade produzida a partir da mandioca demoraria apenas seis meses para se decompor na natureza.

“Nossa fralda apresenta como fonte uma matéria-prima renovável, que no caso é a mandioca. Além de ter tempo de decomposição mais rápido, vai apresentar maior frescor para o usuário”, explicou.

Segundo o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Domingos Sávio, o estado pretende desenvolver um living lab, laboratório que integra diversos projetos de pesquisa ao mesmo tempo, para incentivar a produção de trabalhos como esse.

“São ideias que vão de robótica a PC de baixo custo. São ideias e soluções que brotam na cabeça dos jovens”, disse.

O projeto da aluna do IFMT foi exposto na 14º Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que começou na terça-feira (24) e segue até esta quinta-feira (26). Segundo Sávio, cerca de 50 projetos de estudantes de escolas públicas e universidades de Mato Grosso foram apresentados durante o evento. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top