Capa / Alta Floresta / Infestação de morcegos nas Unidades de Saúde da Zona Rural tem colocado servidores em condições de trabalho insalubre, afirma parlamentar

Infestação de morcegos nas Unidades de Saúde da Zona Rural tem colocado servidores em condições de trabalho insalubre, afirma parlamentar

Bruno Felipe / Da reportagem

Desde o mês de outubro deste ano, uma Comissão formada pelos vereadores Dida Pires, Elisa Gomes e Mequiel Zacarias, está visitando as Unidades de Saúde da Zona Rural para verificar as condições de atendimento, bem como levantar informações sobre as condições estruturais, já que por muitas vezes, moradores desta localidade tem cobrado melhorias na qualidade do atendimento.

Na semana passada, os vereadores Elisa e Dida visitaram duas unidades e conforme a vereadora Elisa explicou para a reportagem do Jornal O Diário, a Unidade de Saúde da Comunidade Mundo Novo, foi encontrada em péssimas condições, tanto estruturais quanto relativa a falta de medicamentos básicos. Além disso, nessa unidade, foi verificado o mesmo problema de infestação de morcegos, assim como na Unidade do Ramal do Mogno, apontada pelo vereador Dida Pires, em reportagem vinculada no Jornal O Diário.

Elisa disse que todos os dias as servidoras enfrentam o mal cheiro proveniente das fezes dos animais e todos os dias precisam limpar o chão devido as inúmeras fezes que caem do forro. “Os funcionários que trabalham na saúde, trabalham em espaços totalmente insalubre, então não é justo isso, precisa priorizar esses espaços, melhorar essas unidades de saúde para as pessoas que vivem ali na Zona Rural”, disse Elisa, em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário. Ela ressaltou que bem em frente a unidade existe uma escola e era de costume as crianças irem ao posto quando passavam por alguma enfermidade, principalmente em relação a gripe e febre, fato este que não mais ocorre devido à falta de medicamentos básicos.

Até o momento, segundo Elisa, a única Unidade de Saúde encontrada em boas condições é a Unidade Santa Rita, construída por volta do ano 2012. Mas, a parlamentar salientou que nestas unidades existe também a problemática da falta de medicamentos básicos. “A gente não entende isso, vamos continuar cobrando o Secretário de Saúde para que resolva essa situação”, disse Elisa. Um documento com todas as situações encontradas nas Unidades da Zona Rural está sendo elaborado pela comissão fiscalizadora e posteriormente será encaminhado ao Ministério Público, para que também faça o acompanhamento.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top