Capa / Alta Floresta / TIRO E QUEDA 08/11

TIRO E QUEDA 08/11

TIRO E QUEDA, por Altair Nery

Na próxima semana, mais especificamente no dia 14, um grupo de pessoas, empresários, políticos e funcionários do alto escalão da prefeitura, liderados pelo prefeito Asiel Bezerra, partirá rumo ao Estado do Pará, para o terceiro Estradeiro da Integração. O objetivo é o mesmo dos dois primeiros eventos realizados nos últimos dois anos, alertar a classe política em relação à necessidade de transformar de maneira positiva, os sistema de logística para escoamento de grãos desde Alta Floresta e região, através dos portos paraenses.  Eu tive a curiosidade e oportunidade de participar do primeiro estradeiro e pude ver, com meus próprios olhos, a dificuldade que os caminhoneiros, produtores rurais e até mesmo os moradores destes dois estados, Mato Grosso e Pará, têm em função das estradas. A BR 163, há três anos, era um “Deus nos acuda”, continua assim, apesar de um pouco de investimento que, na época, foi autorizado pelo governo federal.

Já em relação à parte do Estado (estradas que ligam Alta Floresta, passando por Novo Mundo até Guarantã do Norte), que estavam um “Deus nos acuda”, agora estão: “Tem piedade de nós”, isto porque, da parte do Governo Pedro Taques, que comandará Mato Grosso até o dia 31 de dezembro (ainda faltam longos e cansativos 53 dias) nada fez das promessas que foram despejadas na época por seu vice, que estava acompanhado pelo seu secretário de infraestrutura, o vice arregou, por causa da campanha e pulou fora do “pomposo e brilhante ninho taqueano”, já o secretário de infraestrutura continua o mesmo, com as mesmas promessas e com o mesmo comprometimento, ou seja, “ZERO”.

Mas aí então eu pergunto, porque um novo estradeiro para “alertar autoridades” se os que estão aí (federal e estadual) não têm poder de comprometimento, aliás, se quando tinham comprometiam-se e não cumpriam, imagine agora que os dois governos estão agonizantes e esperando apenas, como já disse, longos e entediantes 53 dias?

As fichas dos organizadores estão apostadas todas nos políticos que assumirão o poder no dia 1º  de janeiro. O governador eleito Mauro Mendes quando passou por aqui, durante a campanha, foi rápido, evitou comprometer-se com pautas específicas, mas prometeu dar suporte para Alta Floresta enquanto polo regional. MM tem como grande aliado regional um político que não se reelegeu como deputado, Romoaldo Junior, mas que deverá ser bastante próximo ao novo governador. Chamar a atenção de Mauro Mendes é algo que justifica o Estradeiro da Integração.

Outro “alvo” dos organizadores é o presidente eleito Jair Bolsonaro. Militar da reserva, Bolsonaro deverá ter uma participação muito intensa do Exército Brasileiro nas obras que serão tocadas em várias frentes de trabalho. Atualmente, é bom que se diga, é o Exercito que está atuando no asfaltamento de trechos da BR 163 no estado do Pará.

Desta forma, mostrar para o capitão a importância da BR 163 para a logística de retirada de grãos é algo que precisa ser feito e já justifica sim um evento desta natureza.

Outro ponto, que faço questão de destacar é que, pelo período em que será feito, o Estradeiro não pode e não deve ser tratado como eleitoreiro, isto porque estará sendo realizado após uma campanha eleitoral e não em período de “pedição de votos”, também, será realizado num momento em que haverá um feriado (15 de novembro) e é normal que os pontos facultativos sejam ampliados seja por economia financeira no serviço público, seja por outro motivo.

Então, analisando tudo, com muita tranquilidade, podemos dizer que o Estradeiro, a despeito (ainda que respeitando quem pense diferente) das opiniões contrárias, será sim um bom momento para atrair os novos comandantes da política estadual e nacional à cerca da importância da logística de transporte para nós, para o estado e para o país. Não vou, mas ficarei torcendo para o sucesso do evento.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top