quinta-feira , julho 19 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Alta Floresta / Secretaria Municipal de Saúde intensifica buscativas de Cartões de Vacinação devido a surto de doenças infectocontagiosas no país

Secretaria Municipal de Saúde intensifica buscativas de Cartões de Vacinação devido a surto de doenças infectocontagiosas no país

Bruno Felipe / Da Reportagem

Recentemente foi confirmado pela Secretaria de Estado de Saúde dois casos de Sarampo em uma mulher de 30 anos e um homem de 31 anos que seguem em investigação no município de Guarantã do Norte.  A investigação está sendo feita para saber se essa doença foi contraída dentro do município ou se é uma doença migrante, devido ao fato de que tanto o homem quanto a mulher têm passagens pelos estados de Amazonas e Roraima, ambos estados com centenas de casos registrados de sarampo, até então, caracterizado como surto dentro do País.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, informou que Alta Floresta não possui nenhum registro de casos de sarampo, nem mesmo em investigação ou até casos suspeitos. Mas, como estamos próximo ao município que registrou o caso, a orientação é que se intensifique a profilaxia de vacina relativo a tríplice viral, além disso, a orientação do estado é que a secretaria intensifique a buscativa dos Cartões de Vacina de forma que faça a vacinação para aqueles que não a tem. “Quando nós falamos em profilaxia nos falamos em um método em que nos vamos prevenir o processo de contagio da doença, então o método eficaz e comprovado é a vacinação tríplice viral que é disponibilizada pelo SUS em todos os postos de Saúde”, disse a enfermeira responsável Fernanda Santos, ressaltando que esta vacina já é feita em todos os indivíduos que compreendem a faixa etária determinada pelo Ministério da Saúde.

Para aqueles que não possuem registro da vacina em seu cartão de vacinação, a enfermeira orienta que a pessoa procure uma Unidade Básica de Saúde, de preferência o enfermeiro responsável, para que avalie esse cartão e verifique se ela não está registrada, caso comprove, a vacinação poderá ser feita. Ela salientou que essa vacina é disponibilizada com eficácia e determinada até os 49 anos de idade, principalmente em mulheres.

Outro caso de doença infectocontagiosa e que desde 2009 não havia registro no Mato Grosso, ocorreu na cidade de Primavera do Leste, onde a Secretaria Estadual de Saúde informou por meio de nota que o indivíduo segue em tratamento. A orientação é de seguir a nota técnica recente de 2017 pré-determinada pelo Ministério da Saúde, onde compreende-se apenas um registro de dose da vacina, ou seja, a vacina ela tem por rotina ser feita em crianças aos nove meses de idade e para aqueles adultos onde não existe o registro da vacinação no cartão, esse por direito receberá a vacina.

Fernanda frisou que viajantes que forem para os estados onde existem casos registrados, tanto de sarampo como de febre amarela, deve-se procurar alguma Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para ser vacinado no mínimo 15 dias antes da viagem. Ela ressaltou que recentemente todas as unidades básicas de saúde foram abastecidas tanto para vacinas de tríplice viral quanto de febre amarela.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top