segunda-feira , agosto 20 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Artigos / Tiro e Queda – Quarta Feira

Tiro e Queda – Quarta Feira

Cinco dos dez vereadores de Alta Floresta estiveram ontem na prefeitura para participar de uma reunião com o executivo municipal. O objetivo é fazer cobranças ao executivo, acompanhar as atividades que são desenvolvidas pela administração e apresentar sugestões para a solução de problemas pontuais de Alta Floresta. No entanto, ontem, a discussão teria girado em torno de uma minirreforma que vem sendo cobrada por vereadores altaflorestenses, que gostariam, na verdade, de mudanças profundas. No entanto elas não acontecerão, conforme disse o prefeito já em algumas oportunidades, tendo ratificado ontem este pensamento.

Ao dizer que fará uma minirreforma, o prefeito reconhece que alguns setores de sua administração precisam de mudanças. Dr Asiel admite até a junção de algumas secretarias, uma mexidinha aqui, outra ali, mas não uma reforma ampla que implicaria, segundo o que disse em uma perda de um ano de planejamento já que, para fazer uma reforma, teria também que mexer na peça orçamentária.

Mas e qual secretaria precisa mexer? As respostas são muitas, claro, dependendo da pessoa que estiver formulando-a. Por exemplo, a secretaria de obras, que atualmente é comandada pelo ex vereador Luiz Carlos Queiróz, tem na Câmara de Vereadores alguns defensores e também alguns opositores, ou seja, depende de quem estiver  respondendo.

O caso segue da mesma maneira em praticamente todas as pastas, aonde há defensores e opositores, quem quer que fique e quem quer a cabeça do secretário.

Caberá ao prefeito ver o que é melhor para administração, ouvir os contentes e descontentes e decidir, de preferência, com critérios que prestigiem “serviço prestado”, o que não é  nada fácil de mensurar.

Mudando de assunto, mas continuando no assunto, Alta Floresta não terá carnaval popular neste ano, mas há bem da verdade, isto já vem acontecendo há vários anos.

Na mesma toada que tive no ano passado, quando falei do Fescaf, que vivia de um passado glorioso e distante (muiiito distante, mais de 15 anos com certeza), também digo que o Carnaval de Alta Floresta já foi carnaval. Foi-se o tempo em que as pessoas tinham orgulho de dizer que moravam na terra do carnaval matogrossense, que a festa momesca atraia pessoas de várias partes do estado, que dava gosto fazer uma cobertura jornalística desta festa fantástica. Mataram o Carnaval, assim como desvirtuaram outras manifestações culturais de Alta Floresta. Então, melhor nem ter carnaval mesmo. Se tiver que fazer uma festa chinfrim, que é o que se faz em 15 dias de “preparação”.

Mas que sirva de lição. Que no ano que vem, caso queiram fazer (só se quiserem mesmo) uma festa de carnaval digna, que se comece a planejar com antecedência de no mínimo seis meses, só assim é possível fazer uma atividade de qualidade.

Quanto aos blocos de carnaval, que teriam um aporte financeiro, este não será possível por conta de uma orientação do departamento jurídico da prefeitura. Se tiver dinheiro público, tem que abrir pra todo mundo. Como o dinheiro é pouco, preferiu-se então nem prosseguir com aconversa.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top