Capa / Artigos / Tiro e Queda – Sexta Feira

Tiro e Queda – Sexta Feira

Domingo é dia de escolher os novos dirigentes da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso. É uma eleição com apenas 24 eleitores aptos a dar seu voto, mas tem chamado a atenção de toda a sociedade matogrossense.  Passa por este pleito, o futuro da política mato-grossense, tanto é verdade que o próprio governador Pedro Taques está “enfiado” de unhas e dentes nas discussões em torno das candidaturas. Taques quer a situação no Poder e, claro, a oposição, tem se colocado de maneira a trabalhar pesado para não perder a “independência” citada na Constituição Federal.

O governador Pedro Taques, em termos de articulação na interferência em órgãos e entidades não se mostrou muito hábil quando da escolha do presidente da AMM. Perdeu feito. Seu candidato, entre três proponentes, ficou na terceira posição, ou seja, lanterna. Desta vez, á eleição é bem mais complexa. Essa eleição vai dar o que falar, podem acreditar nisto! Eu não acredito que o governador irá “perder tanto tempo”, pra nada, deve estar apostando todas as suas fichas neste pleito, serve até lançar “chapa de mentirinha”… é ruim!

Falando em governo do estado, na edição de ontem do Diário Oficial, o governador mandou publicar a concessão de benefícios fiscais a 8 empresas, são elas:

Lucinéia Natalina Chicarelli

Tex Norte Comércio de Tecidos Ltda.

Rondon Agroindústria Ltda.

Rezende Artefatos de Concreto e Construções

Goiás Indústria e Comércio de Forros Ltda.

Peixoto Comercial Importação e Distribuição de Produtos Industrializados Ltda.

Prema Comércio e Exportação de Cereais

B Indústria e Comércio de Alimentos

Até aí, nada demais, porém, a decisão e Taques contraria a sua própria determinação, de que estariam suspensas as concessões de benefícios fiscais por 90 dias. Voltou atrás, mas em 30 dias, não foi a primeira decisão que ele tomou, em que “patrolou” ainda assim. Por exemplo, no seu decreto, estavam proibidos, ou paralisados, todos os pagamentos de fornecedores por um período de 90 dias, com menos de 15 dias mandou liberar meio milhão de reais para patrocinar uma corrida de rua na capital feita pela TV Centro América. Também mandou adquirir, sem licitação, lacres para o Detran, alegando urgência e coisa e tal. Só que há áreas que não foram contempladas, por exemplo, a recuperação de estradas nas cidades interioranas. Em Alta Floresta, por exemplo, há uma ponte aos fundos do bairro Boa Nova, que está caída e a rua interditada. Para Taques é mais urgente comprar lacre para o Detran, que arrecada, do que mandar consertar a ponte, sem contar em outros problemas emergências, seja na área de infraestrutura ou mesmo na área da saúde.

Seria muito mais inteligente se o governador revogasse a sua portaria, para fazer o estado andar, mesmo à sua maneira, mas preferencialmente, dando apoio ao interior, que a qualquer momento começará a apresentar um quadro de isolamento.

Só não entendo o porque de pagar meio milhão para uma emissora de TV tenha mais resultado para o povo do que mandar arrumar uma ponte que está dificultando a vida dos moradores.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top