Capa / Alta Floresta / Nova sede da Defensoria Pública de Alta Floresta será construída graças a doação de terreno da JMD Urbanismo

Nova sede da Defensoria Pública de Alta Floresta será construída graças a doação de terreno da JMD Urbanismo

Bruno Felipe / Da Reportagem

Na manhã desta terça-feira (19/03), representantes da JMD Urbanismo e Família Arpini realizaram de forma oficial a doação, de forma direta, de terreno para a construção da nova sede da Defensoria Pública de Alta Floresta. Atualmente a Defensoria funciona em um prédio alugado, sendo que a nova estrutura será construída em uma área de 1.500 m².

A assinatura da escritura pública contou com a presença dos representantes da JMD Rodrigo Arpini e Douglas Aripini, do gestor comercial Joel Ricardo Bedin, do prefeito municipal Asiel Bezerra, do Defensor Público de Alta Floresta Paulo Roberto e do Defensor Público Geral do Estado de Mato Grosso Clodoaldo Aparecido. “Com esse terreno que nos foi doado surge essa possibilidade de ter um projeto que vai ser feito de maneira adequada para trazer o conforto necessário para o atendimento adequado a população”, disse Clodoaldo em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

Além da doação de área, o empreendimento também fará a doação dos projetos construtivos, o que deve viabilizar e agilizar a construção da nova sede. De acordo com Rodrigo Arpini, as doações não são vistas como gastos, mas sim investimentos, pois é de conhecimento de todos que atualmente os órgãos necessitam fazer licitação e isso atrasa todo o processo de construção. “Isso facilita a vida deles porque uma vez todos os projetos estando prontos, eles vão contratar uma empresa para construir somente a obra, então isso agiliza todo o processo, tanto de construção tanto também da burocracia que sabemos que todos os órgãos públicos hoje têm, vemos isso como um investimento”, explicou Rodrigo em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

A nova centralidade de Alta Floresta já está sendo formada próximo ao Hamoa Resort Residencial (localizado na MT-208), sendo que o novo Fórum também já marcou o seu lugar. Segundo Rodrigo, no caso do Fórum foi feita uma antecipação de área pública, diferentemente da doação para a defensoria pública que foi realizada de forma direta. O projeto do novo Fórum já foi aprovado pelo Tribunal de Justiça (TJ), atualmente a empresa responsável está fazendo os projetos complementares e as expectativas são de que até o mês de julho os projetos sejam entregues ao TJ para que de início as licitações. “A expectativa é que até 2021 essa obra já esteja acontecendo”, concluiu Rodrigo.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top