Capa / Alta Floresta / Após meses instalado, ar-condicionado da Policlínica foi ligado e já está em funcionamento, confirmou parlamentar

Após meses instalado, ar-condicionado da Policlínica foi ligado e já está em funcionamento, confirmou parlamentar

Bruno Felipe / Da Reportagem

O ar-condicionado implantando na Policlínica da Cidade Alta há alguns meses finalmente foi ligado. A informação foi confirmada pela vereadora Elisa Gomes (PDT) que disse em entrevista ao Jornal O Diário que na semana retrasada a Secretaria de Gestão havia informado que os equipamentos foram todos comprados e a ligação foi realizada. No início da semana passada a parlamentar foi até o local e verificou de perto a situação. “Mesmo sabendo que o ar não é suficiente, nós já estamos agradecidos porque aquilo que estava lá de enfeite hoje funciona”, salientou ela.

A reportagem do Jornal O Diário acompanhou toda a cobrança da parlamentar para que o problema se resolvesse. As informações davam conta que restavam apenas os fios necessários para a ligação do aparelho, sendo que eles foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde. Elisa salientou que o calor insuportável que fazia na ala da Fisioterapia da Policlínica reduziu consideravelmente. “E pelo menos houve o respeito com o dinheiro público de colocar um ar e botar ele para funcionar”, disse ela.

Durante a sessão ordinária da última terça-feira 25, as cobranças na área da saúde continuaram. A vereadora cobrou a falta de medicamentos na maioria das Unidades de Saúde do município. “Falta medicamentos básicos. Hoje não tem nem dipirona e nem AS”, disse Elisa durante sua fala na tribuna.

Ela explicou que a licitação para a compra desses medicamentos foi feita no mês passado (setembro) e dos 416 itens que foram feitos as tomadas de preço, aproximadamente 70 deles frustraram na licitação. Isso significa que os preços desses itens, no valor de mercado, estão acima do Preço de Referência, sendo assim, nenhuma empresa se interessa em vender para a prefeitura. “Com a inflação subindo todos os dias era óbvio que os valores de mercado dos medicamentos também aumentassem”, enfatizou Elisa.

Por fim, a vereadora comunicou que já procurou o departamento jurídico da prefeitura para que medidas sejam tomadas e a aquisição desses medicamentos sejam feitas, já que são de suma importância para a população de Alta Floresta.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top