Últimas Notícias

Três municípios do Nortão estão com baixa cobertura vacinal contra gripe; campanha termina 6ª

A campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza entra na reta final e o grupo prioritário termina na sexta-feira. A meta em Mato Grosso é 666.364 pessoas mas, até a última sexta-feira, haviam sido vacinadas 547.084 pessoas, o que representa cobertura total de 82,01%. “A expectativa é de atingir a meta geral que é de 90% até o dia 15 de junho, quando se encerra a campanha nacional de vacinação”, informou Thiago Rondon, da Gerência de Vigilância em Doenças Imunopreveníveis.

Em Mato Grosso, 31% dos 141 municípios, já atingiram a meta de 90% de cobertura do público alvo: idosos acima de 65 anos de idade, crianças na faixa etária de seis meses a cinco anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e população privada de liberdade, além dos funcionários do sistema prisional.

Outros 48% dos municípios estão com cobertura entre 70% e 90% e os demais, 21%, estão com cobertura abaixo de 70%.

Santa Cruz do Xingu, no Araguaia, continua com baixa cobertura vacinal, mantendo o índice de 3,82%; o município de Rondolândia registrou até o momento 25,41% de cobertura; depois estão os municípios de Feliz Natal (130 km de Sinop) com 36,55% e Colniza com 46,09%. Os municípios de Peixoto de Azevedo, Nova Canaã do Norte, Cáceres, Gaúcha do Norte e Jauru estão com índices abaixo de 60%.

A secretaria estadual de Saúde lembra que os municípios têm até quinze dias após o encerramento da campanha de vacinação para lançar os dados de vacinas aplicadas.

A vacina contra gripe é segura e salva vidas. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza. “A vacina leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação”, explicou Mara Patrícia, superintendente de Vigilância à Saúde da secretaria estadual. A informação é do Gabinete de Comunicação. (SóNotícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top