Últimas Notícias

Piracema: Pescas estão liberadas a partir de hoje em Mato Grosso

FOTOSEMA

Bruno Felipe

A partir de hoje esta liberada a pescaria em rios do estado de Mato Grosso. A chamada Piracema tem como principal objetivo preservar a fase de maior intensidade reprodutiva dos peixes. Durante este tempo, somente a pesca de subsistência foi permitida.

Nos períodos de Piracemas, além de fiscalização, a SEMA-MT (Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso), reforça o trabalho de orientação quanto ás normas a serem seguidas. Além disso, realiza a intensificação nas apurações de denuncias, “Com base nessas denuncias a gente consegue estabelecer quais os pontos mais críticos, para poder estar fazendo um planejamento das ações de fiscalização”, disse Leandro Rodinei Brauwers, diretor em substituição da SEMA-MT, para a reportagem do Jornal O Diário.

O balanço parcial da Superintendência de Fiscalização da SEMA totalizou 3,3 toneladas de pescado apreendidos entre 1º de outubro de 2017 e 20 de janeiro deste ano em todo o estado de Mato Grosso; Volume 135% maior em comparativo ao período 2016/2017.

Mesmo com a liberação da pesca, é importante estar atento as regras, já que não são permitidos determinados apetrechos como tarrafa, rede, espinhel, fisga, gancho, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamentos sonoros, elétricos e luminosos, dentre outros. Entre algumas das medidas mínimas dos peixes estão: Piraputanga (30 cm), Pacu (45 cm), Cachorra (80 cm), Pintado (85 cm) e Jaú (95 cm).

No começo do ano, alguns pescadores relataram uma mortandade repentina de peixes no Rio Teles Pires. De acordo com o diretor da SEMA, a situação teve origem na Usina de Colíder, que é competência da COPEL (Companhia Paranaense de Energia). Segundo ele, esta sendo realizado o fechamento dos autos que posteriormente serão encaminhados para o Ministério Público e para outros órgãos competentes. “Continuamos com o monitoramento e esperamos que isso não volte a ocorrer”, disse Leandro.

A SEMA-MT tem um trabalho constante de fiscalização e monitoramento. Para este ano, a secretaria irá fiscalizar e se certificar que as pessoas estão cumprindo as normas de pescas. “A gente sempre conta com o apoio dos pescadores, qualquer informação ou denuncia, pode estar procurando a Sema”, concluiu Leandro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top