Últimas Notícias

Docentes da Unemat deliberam por greve; profissionais de AF vão aguardar prazo do governo

UNEMAT

Professores da Unemat (Universidade de Mato Grosso) decidiram em assembleia na última segunda-feira 13, pela deflagração de uma greve para cobrar do Governo do Estado o pagamento do salário do mês de outubro que está em atraso. Em contato com o representante da ADUNEMAT ( Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso) para Alta Floresta, professor Delmonte Roboredo, a categoria decidiu por aguardar até o dia 22 de novembro, que foi o prazo estipulado pelo governo para o pagamento dos profissionais. Além do salário, os professores decidiram, a nível estadual, entrar em greve contra a aprovação da PEC de gastos, que limita gastos públicos nos estados por 10 anos e o escalonamento dos salários dos servidores públicos.

“Na reunião, a maioria decidiu esperar até 22/11 para ver se o governo paga o salário de outubro até esse dia. Caso contrário muitos professores aderirão à greve já deflagrada pela categoria”, destacou Roboredo que afirma que os professores têm a escolha de adesão ou não ao movimento.

A Universidade tem cerca de 15 mil estudantes e 1,2 mil professores. A Adunemat representa aproximadamente 800 profissionais. Em maio de 2016 a categoria deflagrou uma Greve Geral em todo o Estado, a paralisação foi a maior registrada na história de Mato Grosso, passando de 90 dias de movimento. O Ano letivo foi prejudicado pela paralisação, o semestre 2016/02 foi concluído apenas em fevereiro de 2017, gerando atrasos no calendário atual que será encerrado apenas em 2018.

Em nota, o governo alegou que o atraso ocorreu por conta da frustração com a arrecadação. De janeiro até setembro deste ano, o estado arrecadou 9% a menos que o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA). O prazo dado pelo gestor estadual, é que os salários da classe sejam pagos até o dia 22.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top