Últimas Notícias

Adolescentes da mesma escola morrem com suspeita de leptospirose

Dois adolescentes morreram na última semana sob a suspeita de terem contraído a doença infecciosa leptospirose. As vítimas são moradoras de Colniza e estudam na mesma escola. Há também um terceiro adolescente com a doença, mas já está em tratamento no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

De acordo com Vigilância de Saúde de Juína, os três pacientes são de Colniza, e estudavam na mesma escola. Um dos garotos que faleceu, obteve resultado de exame positivo para a leptospirose. No entanto, segundo a responsável pela Vigilância de Saúde, Ágata Losano, novos exames foram feitos e enviados a um laboratório de nível federal para nova análise.

O segundo adolescente que morreu não chegou a fazer exames. Ele apresentava os sintomas da doença, recebeu atendimento médico ainda em Colniza, mas não resistiu. Conforme a Vigilância de Saúde, a morte é apontada como Vínculo Epidemiológico.

Posteriormente, o irmão da segunda vítima também apresentou os mesmo sintomas e exames confirmaram a doença. Seu quadro de saúde teve melhoras e ele foi encaminhado ao PSM de Cuiabá.

A doença

A leptospirose é uma doença infecciosa provocada pela bactéria Leptospira interrogans. É considerada uma zoonose e ocorre no mundo inteiro, exceto nas regiões polares. Há predominância por regiões pouco desenvolvidas, com saneamento básico precário com proliferação de roedores. Os reservatórios são roedores, cães, gatos, bois, cavalos, cabras, ovelhas. Os animais domésticos (cães e gatos) mesmo vacinados são portadores e podem eliminar a bactéria junto com a urina. A doença pode ser transmitida através da urina de animais e da água e alimentos contaminados. Os roedores são os principais transmissores da doença para o homem, pois estão em grande quantidade nas cidades e próximos dos habitantes (OlharDireto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top