Últimas Notícias

Pagamento da Educação referente ao mês de maio deve ir para a conta até quarta-feira

formas-de-pagamentoCarlos Alberto de Lima/Secretaria de Educação

O pagamento dos funcionários públicos do município que normalmente estão disponíveis na conta individual de cada um, na agência da Caixa Econômica Federal, até o quinto dia do mês seguinte ao trabalhado, acabou vivendo uma situação imprevisível em relação aos vencimentos referente ao mês de maio.

De acordo com o diretor financeiro da prefeitura Creomar Camilo, tudo se deu devido a uma queda na arrecadação, forçando a administração a um escalonamento, ou seja, optou-se pelo pagamento dos menores para os maiores salários. “Hoje a maioria dos funcionários já receberam”, garantiu Creomar, admitindo, entretanto, que ainda faltam alguns.

Essa realidade é diferente para as Secretarias de Saúde e Educação que agregam recursos oriundos da União. No caso da Educação, por exemplo, existe o Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, que vem para o município gerir.

De acordo com o diretor financeiro o Fundeb 60 que se refere aos professores em sala de aula, todos estão com os vencimentos em dia, já os do Fundeb 40 que são os profissionais de apoio, foram pagos até o valor de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais). Já os profissionais que atuam na Secretaria, segundo Creomar, todos estão sem receber, independente do quanto ganham.

A Secretária de Educação Iunar Portão e a presidente do Conselho Municipal de Educação Monica Gonzaga Benetti, comungam da idéias de que todos os profissionais da área recebam juntos, sem distinção, que o pagamento da Educação seja efetuado de uma única vez e não escalonado. Iunar, inclusive, disse que irá oficializar o financeiro da prefeitura para esse procedimento nos meses futuro, para que não gere desarmonia entre os servidores da classe.

Procurado, o diretor Creomar Camilo disse que todos deverão ter o seus vencimentos enviados para a conta na próxima quarta-feira, dia 14, quando chega o recurso do ICMS. Ao menos essa é a previsão.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top