Capa / Artigos / Tiro e Queda – Terça Feira

Tiro e Queda – Terça Feira

Uma reunião ontem com médicos que atendem nas Unidades Básicas de Saúde e nos PSF’s de Alta Floresta gerou um acordo que possibilitará o atendimento, como quer o Ministério Público Estadual, em cinco dos Postos de Saúde da Família de Alta Floresta. Segundo o que anunciou o prefeito interino Ângelo Campos, os médicos comprometeram-se em “picotar” o ponto nos equipamentos que já haviam, sido adquiridos e respeitar as 40 horas/semanais conforme decisão proferida pela Justiça a pedido do MPE.

No entanto, uma das exigências da decisão judicial ainda não será possível cumprir, a de que todos os Postos de Saúde tenham médicos. Quatro deles, que já atuavam nos postos de saúde, que não concordaram, e que teriam, segundo os comentários que surgiram após esse impasse todo, pedido para sair do serviço público (em nenhum momento foi divulgado nomes) terão que ser substituídos por outros profissionais que deverão ser contratados. Mas como?

Segundo o novo secretário de saúde, José Luiz Teixeira de Almeida, por meio de uma contratação emergencial e, claro, paralelo à realização de um concurso público. Estará aí cumprido o teor da decisão judicial.

Segundo o que o prefeito interino Ângelo Campos disse à nossa reportagem o que faltou na administração do prefeito Asiel e na Secretaria de Saúde, sob a responsabilidade do bioquímico Manoel João, foi dialogo com os médicos. Ficou claro, após a conversa com os médicos, que grande parte do que exigia o Ministério Público, estava sendo cumprido. Por exemplo, os relógios pontos, e os médicos atendendo em todos os postos de saúde, já que, como quatro saíram, e a prefeitura terá que contratar quatro médicos, fica fácil fechar a conta. O que faltava era os médicos cumprirem a carga horária.

Prefeito Asiel

O prefeito afastado Asiel Bezerra aguardava para ontem uma decisão do Tribunal de Justiça a cerca de seu recurso que pretende reformar a decisão e primeira instância determinando sua volta ao poder executivo. Segundo pessoas ligadas ao prefeito, a defesa foi protocolada na sexta-feira, sendo acostados todos os documentos que comprovariam que ele teria prestado todas as informações no prazo determinado pela Justiça, a expectativa era de sucesso no Recurso Junto ao Tribunal de Justiça.

No final do dia, conversamos com um assessor do prefeito Asiel Bezerra que se mostrou otimista. “A juíza já começou a leitura do relatório e amanhã (hoje) pela manhã deve decidir”, disse-me o interlocutor, que se mostrava animado ante a possibilidade de uma decisão favorável. “Foi uma injustiça que fizeram com o Dr Asiel”, completou.

O prefeito Asiel Bezerra já declarou através de um site de Alta Floresta que, de volta ao comando do município, pretende fazer algumas poucas alterações em relação ao secretariado que estava com ele, sem dizer no entanto quais mudanças pretende fazer. Ele está certo em ser ponderado, afinal, primeiro precisa reverter a decisão judicial, para aí sim pensar no futuro de sua administração.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top