Capa / Alta Floresta / EM ALERTA: Alta Floresta está entre os municípios de MT com alto índice de infestação do Aedes Aegypti

EM ALERTA: Alta Floresta está entre os municípios de MT com alto índice de infestação do Aedes Aegypti

Bruno Felipe / Da Reportagem

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde apontou que dos 141 municípios de Mato Grosso, 27 deles, incluindo Alta Floresta, apresentam alto índice de infestação com risco de surto para as doenças dengue, zika e chikungunya. Somente em Alta Floresta o índice foi de 3,6% de infestação. De acordo com o coordenador da Vigilância Ambiental de Alta Floresta, José Dias, um dos principais fatores para que o município esteja nesta lista é a falta de cobertura contra os focos, uma vez que a Vigilância trabalha hoje com apenas 11 funcionários em campo.

Segundo ele, existem 29,301 Mil imóveis cadastrados no município e os agentes fazem a visita em média de 800 a 1.000 imóveis, devendo mais da metade das visitas no município. José salientou que seria necessário, no mínimo, de 36 funcionários (entre administrativo, laboratório e campo) para um controle de 100% dos focos. “Estamos em estado de alerta, se surgir um surto grande, com esse número de funcionários, nós não damos conta”, disse José em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

Ele ressaltou que além dos 11 funcionários em campo, existem 2 supervisores e 4 funcionários fazendo o controle químico com inseticida. Além disso, com a proximidade do fim do período chuvoso os índices de foco de dengue tendem a aumentar consideravelmente devido as águas que ficam acumuladas e que servem de criadouro para o mosquito Aedes Aegypti (mosquito transmissor). José salientou que os locais com maior risco de surto no município são em bairros mais baixos como o setor B, Boa Nova e alguns setores do grande centro.

Ele afirmou que já fez a cobrança junto ao Poder Executivo para a contratação de mais funcionários, sendo que nos últimos dias esteve se reunindo com o Prefeito Municipal para enfatizar a situação dentro da Vigilância e na oportunidade cobrou mais uma vez a contratação dos funcionários. José frisou que a melhor forma de se evitar um possível surto da dengue no município é a colaboração e conscientização da população, uma vez que é preciso combater os focos de acúmulo de água. Para isso, é importante a população estar atenta para não deixar acumular água em latas, embalagens, pneus velhos, vasinhos de plantas, caixas d´água, tambores e sacos plásticos, entre outros.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top