Capa / Alta Floresta / Após acidente com ambulância, morador de Carlinda reivindica melhores condições na saúde pública

Após acidente com ambulância, morador de Carlinda reivindica melhores condições na saúde pública

Bruno Felipe / Da Reportagem

O agricultor João Negli, morador da cidade de Carlinda, procurou a reportagem do Jornal O Diário para reivindicar melhores condições na atual saúde pública, já que há cerca de duas semanas ele precisou sair de seu município para realizar alguns exames na capital Cuiabá, ocorre que, durante o retorno, a ambulância onde João estava acabou sofrendo um acidente, porém, sem vítimas fatais.

Mesmo assim, João reivindica que os governantes possam trazer equipamentos e equipe médica especializada para a região ou que ao menos mude os horários de transporte feito pelas ambulâncias, pois muitas vezes o trajeto é realizado durante a noite, período onde acidentes como esse ocorrem com mais frequência. “Eu peço para as autoridades em nome do povo que precisa da saúde pública que tomem iniciativa de cobrar mais as autoridades competentes, prefeitos e secretários, que tragam aparelhos para o Hospital Regional, para que não precise ir a Cuiabá, porque são povo carente que não tem condições de pagar esses exames”, disse João em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

João foi para a capital no dia 19/11 (segunda-feira), pois precisava realizar biopsia da próstata. Segundo ele, além do motorista, haviam mais dois pacientes dentro da ambulância. Na quarta-feira (21), os pacientes fizeram os exames e na quinta-feira à noite, partiram de volta ao município de origem. Segundo João, no momento do retorno chovia muito e há cerca de 40km da cidade de Nova Mutum uma carreta passou ao lado da ambulância e jogou agua no para-brisas, momento em que o motorista perdeu a visão e o controle do veículo. A ambulância chegou a tombar fora da pista, porém, ninguém se feriu gravemente. “Acho que não tem precisão de viajar a noite e que evite de viajar em alta velocidade, então é o apelo que eu faço para as autoridades”, concluiu João.

Vale ressaltar que cabe a Secretaria Municipal de Saúde de cada município ter a disponibilidade de auxiliar no transporte de pacientes que eventualmente necessitam ir a capital para realizar exames complementares, sendo que as viagens são previamente agendadas com cada paciente.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top