Capa / Alta Floresta / Participando de um projeto de educação ambiental, alunos da Escola Jardim das Flores visitaram recentemente a famosa paineira de Alta Floresta

Participando de um projeto de educação ambiental, alunos da Escola Jardim das Flores visitaram recentemente a famosa paineira de Alta Floresta

Bruno Felipe / Da Reportagem

A Escola Municipal Jardim das Flores está promovendo um projeto sustentável em todo o pátio da instituição visando a valorização do espaço escolar, utilizando-se da aplicação de princípios ambientais sustentáveis, sendo que já foi construído um espaço Kids feito com pneus velhos reciclados e também um local de guardar bicicletas que também foi feito com pneus reciclados. Neste sentido, para alavancar ainda mais a ideia de sustentabilidade, uma turma da educação básica da escola esteve recentemente visitando o Sitio Ecológico das Paineiras afim de conhecer a famosa Sumaúma.

Formado em Ciências Biológicas e responsável pela Comissão da Educação da Câmara Municipal, o vereador Mequiel Zacarias (PT) foi convidado pelas professoras responsáveis a acompanhar os alunos até a paineira, onde na oportunidade, o parlamentar explicou sobre a história da árvore, bem como os cuidados com o espaço natural. De acordo com ele, o encontro foi muito produtivo e mostrou a importância do processo educacional na formação e na relação das crianças com o ambiente de uma maneira geral. “É um processo extremamente importante de educação ambiental, é um processo de aproximação e sensibilização da importância do cuidado com a natureza”, ressaltou Mequiel para a reportagem do Jornal O Diário.

‘Ceiba pentandra’, conhecida como Sumaúma ou Paineira, está localizada na zona rural de Alta Floresta. É uma das maiores árvores da Amazônia e encanta por sua beleza e porte. Os indígenas da Amazónia consideram-na a “mãe-das-árvores”, as suas raízes tubulares são também chamadas de sapopembas, que em determinadas épocas rebentam irrigando toda a área em torno dela e o reino vegetal que a circunda. É conhecida como “Árvore da Vida” ou a “escada do céu”, o seu diâmetro de porte belo e majestoso unido às sapopembas (raízes), muitas vezes formam verdadeiros compartimentos, transformados em habitações pelos indígenas, caboclos e sertanejos. Ao sobrevoar a região amazônica, qualquer um, mesmo sem conhecer a árvore é capaz de a identificar e captar a sua energia.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top