Capa / Alta Floresta / Há 15 anos atuando na profissão, primeira Mulher PM de Alta Floresta relata desafios e paixão pela profissão

Há 15 anos atuando na profissão, primeira Mulher PM de Alta Floresta relata desafios e paixão pela profissão

Bruno Felipe / Da Reportagem

No último dia 20 de outubro foi celebrado em todo o estado do Mato Grosso o Dia da Mulher Policial Militar. A data foi instituída em 2013 através da Lei Estadual 9.964 como forma de reconhecimento da importância do trabalho efetuado pelas mulheres que integraram e integram a instituição militar mato-grossense.

Até o ano de 2003 o efetivo da PM do município de Alta Floresta era composto apenas por policiais homens. Nesse ano (2003), a atualmente Cabo, Mariza Kolling, entrou para a corporação e desde essa época diversas mulheres integraram a Polícia Militar do município. Segundo ela, os desafios da profissão são grandes, mas o trabalho se torna gratificante com o apoio e receptividade da população. “Atender Alta Floresta é muito bom porque a família nossa é daqui e cuidar da sociedade onde moramos, onde criamos os filhos é muito bom e Alta Floresta responde com bastante carinho à PM”, disse Mariza em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

Atualmente a corporação da PM em Alta Floresta é constituída por cinco mulheres policiais, dentre elas três cabos, além de duas soldados. Anteriormente Mariza atuava em um escritório de contabilidade, porém, a profissão de Policial Militar falou mais alto e ela decidiu então trilhar um novo caminho.

Mariza é mentora do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) em Alta Floresta e está à frente do programa há cerca de 14 anos. Ela ressaltou para a reportagem que trabalhar assuntos importantes com as crianças e adolescestes é de suma importância, pois além de evitar que possam tomar um caminho errôneo na vida, contribui também para um melhor desempenho educacional dentro da instituição de ensino. “É muito bom trabalhar com crianças, a receptividade nas escolas é muito grande, a PM sempre é muito bem recebida; nós tentamos ensinar que não é interessante o caminho das drogas e da violência”, salientou Mariza. Para a policial, o dia instituído para as mulheres PM’s é interessante e importante, pois traz a representatividade de um espaço que foi conquistado, onde a demanda cresce a cada dia.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top