Capa / Alta Floresta / UBS’s do Jardim Primavera e Araras estão sem médicos há cerca de 30 dias, segundo parlamentar

UBS’s do Jardim Primavera e Araras estão sem médicos há cerca de 30 dias, segundo parlamentar

Bruno Felipe / Da Reportagem

Durante a sessão ordinária da última terça-feira 09, a vereadora Elisa Gomes (PDT) falou durante seu pronunciamento na tribuna, sobre a situação caótica que se encontra algumas Unidades Básicas de Saúde do município. Segundo ela, as UBS’s dos bairros Jardim Primavera e Araras estão sem a presença de médicos a cerca de 30 dias e os moradores dessas localidades estão reivindicando um profissional.

De acordo com a parlamentar, os médicos dessas UBS’s saíram de licença por um período de 03 meses, porém, a Secretaria de Saúde não remanejou outros profissionais para atender a população que agora está sendo atendida, segundo a parlamentar, por uma enfermeira que está se desdobrando para atender as duas unidades. “Então estamos sempre cobrando, eles dizem que vão resolver; nós estamos preocupados porque o tempo está passando e não está sendo resolvido”, disse Elisa em entrevista para a reportagem do Jornal O Diário. A reportagem apurou que o médico que atende a UBS do bairro Jardim Primavera voltará ao cargo somente no mês de janeiro do ano que vem, sendo que os atendimentos estão sendo feitos pela enfermeira as terças e quintas-feiras durante todo o dia.

Além disso, alguns moradores da Zona Rural do município entraram em contato com a parlamentar e disseram que uma UBS daquela localidade terá a presença do profissional médico somente até esta quinta-feira 11, pois a partir da semana que vem o médico não irá realizar o atendimento nesta área. As informações recebidas pela vereadora, através de conversas com os próprios moradores, são de que a médica que atende a Zona Rural sairá para fazer a cobertura em uma outra unidade de saúde. Elisa disse que irá procurar a Secretária interina de Saúde Roberta Cordeiro nesta semana para saber realmente se vai acontecer essa situação e os reais motivos, bem como cobrar a contratação de médicos para as unidades de saúde que estão desfalcadas.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top