Capa / Alta Floresta / Cerca de 10 áreas em Alta Floresta estão sem a presença de Agentes Comunitários de Saúde

Cerca de 10 áreas em Alta Floresta estão sem a presença de Agentes Comunitários de Saúde

Bruno Felipe / Da Reportagem

Durante a 26ª sessão ordinária da Câmara Municipal, ocorrida na última terça-feira 18, o parlamentar Mequiel Zacarias (PT) disse, durante sua fala na tribuna, que analisou os balancetes desde janeiro do ano passado até o presente momento e verificou que todo mês é visível o aumento nas contratações da folha de pagamento. Segundo ele, em apenas um dos meses não houve contratação, sendo que os outros obtiveram acréscimo.

A sessão ordinária foi marcada por muitas reclamações por parte da maioria dos legisladores que estavam inconformados com a atual gestão municipal. Segundo eles, o executivo estaria desfalcando alguns setores públicos e a desculpa dada seria a falta de recurso. Mequiel salientou que recentemente foi lançado o edital de contratação 001/2018 com vagas para médicos, assistentes sociais e psicólogos; ele percebeu que seria uma ótima oportunidade para a contratação dos agentes comunitários, já que a necessidade é evidente, porém, sequer foi citado os profissionais. “Ai reclamar de que não tem recursos e continuar contratando é brincadeira”, ressaltou ele.

Conforme Mequiel ressaltou são mais de 10 áreas descobertas em Alta Floresta com a falta de agentes comunitários. Durante seu pronunciamento, o parlamentar cobrou um teste seletivo por parte da prefeitura onde os profissionais possam estar incluídos. Ele explicou que já realizou diversas indicações para a Secretaria de Saúde afim de que seja feito um edital de contratação para os agentes, mas segundo ele, a secretaria não encara as indicações com seriedade. “Parece que a gente está brincando, mas se pedimos alguma coisa é porque está precisando”, disse ele.

Mequiel salientou que existem regiões que estão há mais de 4 anos sem a presença dos agentes. Locais como o bairro Vila Rural, por exemplo, ainda permanece sem a presença dos profissionais. “Eu acho que a gente precisa realmente fazer esse trabalho de cobrança junto ao prefeito e de maneira mais urgente possível, porque já estamos chegando no final do segundo ano de mandado e daqui a pouco começam as chuvas aí os problemas aumentam”, concluiu Mequiel.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top