Capa / Alta Floresta / Após mais de 10 anos em atividade no município, ‘Associação Cuida Bem De Mim’ terá sede própria

Após mais de 10 anos em atividade no município, ‘Associação Cuida Bem De Mim’ terá sede própria

Bruno Felipe / Da Reportagem

Foi aprovado na sessão ordinária desta terça-feira 14, o Projeto de Lei 1.954/2018 que autoriza a doação de área para a construção da sede da Associação Cuida Bem de Mim. Há mais de dez anos a associação que é desenvolvida pelo ‘Rotary Clube – Alta Floresta Centro’, oferece as crianças moradoras da grande Cidade Alta uma série de atividades pedagógicas e educativas enquanto os pais estão no trabalho.

De acordo com o rotariano Jair José das Flores (popular ‘cabelo’), faltava apenas a liberação do espaço, pois o Rotary já se comprometeu em entrar com a parte de mão de obra e materiais para a construção da sede, segundo ele, com recursos adquiridos das próprias campanhas desenvolvidas e também da doação da população. “Eu agradeço a todos, essa documentação saiu na hora certa, pois só faltava a liberação do terreno, agora é só alegria e vamos construir porque as crianças é o nosso futuro”, disse ele em entrevista ao Jornal O Diário.

Jair explicou para a reportagem que procurou os parlamentares para ajudar nesta parte do terreno, já que o programa atendeu mais de 400 crianças do município em seus 12 anos de atividades. Ao total serão mil metros de área para a construção da sede.

Apesar do que a Legislação prevê do ponto de vista eleitoral (proibindo a doação de terreno em período de campanha) foi considerado o interesse social do projeto e a relevância que ele tem, sendo assim todos os legisladores foram unanimes em aprovar o projeto. Para o vereador Mequiel Zacarias (PT), o fato do projeto de não ter sede própria desvincula uma série de ações que poderiam ser melhores e eficazes quanto ao atendimento às crianças. “É um projeto que graças a Deus supre uma das lacunas que o executivo municipal não consegue alcançar que é o atendimento das crianças”, disse Mequiel em entrevista ao Jornal O Diário.

Além disso, a construção da sede irá contribuiu para que mais crianças possam ser atendidas. “Tendo a sede o projeto consegue aumentar a demanda atendida porque nós estamos falando da grande CDA, o número de crianças não atendidas é muito grande e pode ser ampliado na medida em que se tem a estrutura necessária”, concluiu Mequiel.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top