quinta-feira , julho 19 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Alta Floresta / ‘Rodando Pela Vida’ tem resultado positivo e números de doadores na UCT teve aumentado após o evento

‘Rodando Pela Vida’ tem resultado positivo e números de doadores na UCT teve aumentado após o evento

Bruno Felipe / Da Reportagem

Com o objetivo chamar a atenção do público para a importante causa de se tornar um doador, o evento Rodando Pela Vida’ obteve um resultado positivo com a coleta de 24 bolsas de sangues. Realizado no dia 24 de junho na Praça do Avião, o evento contou com a presença de 202 pessoas, sendo que deste total,138 não eram doadores.

Uma passeata pelas principais avenidas de Alta Floresta deu início as atividades do evento que recebeu o auxílio dos parceiros Moto Clubes Insanos e Roda Presa, além do Moto Clube Adventistas da cidade de Sinop, Jipeiros, Trilheiros e funcionários do Banco de Sangue de Alta Floresta.

A coleta, prevista para encerrar ao meio dia, precisou ser estendida até as 14h00. “Os nossos resultados foram favoráveis porque a intuição desse evento era fazer com que a unidade fosse conhecida e que as pessoas passassem a ser doadoras, nem tanto fazer uma grande coleta naquele dia, porque a validade da bolsa é pequena”, disse a enfermeira responsável pela Unidade de Coleta e Transfusão de Alta Floresta, Thais Tavares, ao Jornal O Diário.

Conforme ela divulgou, durante o evento foram realizadas 44 tipagens sanguíneas, contendo uma grande variedade de tipos sanguíneos, além disso foram verificadas 35 pressões arteriais, 58 glicemias, 20 Índices de Massa Corporal e 13 testes de doenças sexualmente transmissíveis.

Um dos momentos mais marcantes do evento, segundo Thais, foi o depoimento de dois pacientes que emocionaram os presentes contando sobre a importância que as bolsas de sangue foram para o tratamento deles em momentos de emergência ou cirurgia. Ao final dos depoimentos, o coral da Igreja Presbiteriana homenageou os pacientes cantando uma paródia da música ‘Aleluia’, com a perspectiva de como é ser um doador.

Thais garantiu que a realização do evento foi de extrema importância, já que percebeu uma adesão maior dos doadores em Alta Floresta após a realização do evento. “Uma sensação de dever cumprido, as pessoas estão passando a se interessar mais, não por motivos pessoais, mas porque realmente entenderam o que é ser um doador e o quanto isso é bom para as pessoas e para nós também”, disse ela ressaltando que a campanha ‘junho vermelho’ se encerrou, mas a conscientização pela causa continua durante todo o ano.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top