Capa / Alta Floresta / Pedido de políticas públicas com mais eficiência marca a posse da nova presidência do CMDM

Pedido de políticas públicas com mais eficiência marca a posse da nova presidência do CMDM

Bruno Felipe / Da Reportagem

4c955ba5-9259-410b-821e-016d1c4b45aeFoi realizado na manhã de quarta-feira 20, a cerimônia de posse da nova Presidência do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), na qual Isabel Rocha passou seu título para Ilmarli Teixeira. O evento iniciou com uma bela apresentação da suplente do conselho Marlene Moura, que emocionou os presentes ao cantar uma música referente à luta das mulheres dentro da sociedade. Logo após, representando a prefeita em exercício Marineia Munhoz, a Secretária de Educação Maria Iunar deu a posse as novas conselheiras titulares, são elas: Maria Janete, Rosana Panaro, Rosimeire Ribeiro, Romea de Godoy, Marion Shimaida e Reinalda Verônica. “É mais uma responsabilidade, é um compromisso que eu assumo e quero aqui junto a todas as outras conselheiras, chamar todas as mulheres para que nós possamos fazer a diferença e assumirmos de fato o nosso papel diante da sociedade”, disse Ilmarli ao Jornal O Diário.

c09023ef-7477-4f20-b028-1dd527a498c1Durante a cerimônia, a nova presidente falou sobre a importância do conselho e da continuidade dos trabalhos, bem como os desafios do município quanto a implementação de políticas públicas relativas a demanda dos direitos da mulher e salientou que pretende desenvolver um trabalho efetivo. “Nós precisamos efetivar um pouco mais a participação das mulheres, em todos os ambientes inclusive trazer a mulher para as políticas públicas direcionadas a mulher para que elas façam parte, para que nós possamos desencadear um planejamento de ações estratégicas”, disse Ilmarli.

47bc9505-0c93-459e-9073-456afd10767cNa ocasião, fizeram-se presentes as conselheiras, suplentes e representantes de vários segmentos, inclusive a Delegada da Policia Civil de Alta Floresta Dr. Ana Paula, que se juntou a mesa do conselho e falou da importante parceria entre o órgão que comanda e o conselho municipal “O CMDM busca resguardar esses direitos e as garantias que as mulheres têm de ser tratadas de forma igual”, disse a delegada em entrevista ao Jornal O Diário.

A Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de MT (CEDM-MT), Jocilene Barbosa, também estava presente no evento e disse que ambos os concelhos precisam ser lideranças no sentido de exigir que a questão da mulher se torne pauta pública e que conste nas agendas das propostas de campanhas de quem se coloca a representante da sociedade. “As mulheres são as mais atingidas pela redução das políticas públicas haja visto a função social que ela desempenha, então o conselho é de grande relevância social, porque a inexistência de políticas para mulheres afeta a sociedade como um todo”, explicou ela durante entrevista para a reportagem do Jornal O Diário.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top