Capa / Alta Floresta / Mais de 200 professores participaram da formação sobre neurociência na educação

Mais de 200 professores participaram da formação sobre neurociência na educação

Bruno Felipe
Da reportagem

Cerca de 230 profissionais da Educação das redes estadual e municipal de ensino de Alta Floresta receberam formação para aprimorar os conhecimentos pedagógicos. O evento ocorreu na última quinta-feira (07.06), na sede do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro) do município, e teve como temática principal as contribuições da neurociência no processo de ensino e aprendizagem.

Conforme a diretora do Cefapro Edileuza Maçaneiro explicou para a reportagem do Jornal O Diário, o encontro teve como foco principal debater sobre o processo de Ensino e Aprendizagem dos estudantes com dificuldades de aprendizagem, transtornos e deficiência. Ela ressaltou que a formação faz parte das ações formativas do núcleo de formação de Educação Especial.

A formadora de Educação Especial Nilcéia Frausino e o coordenador de formação Clailton Lira Perin ressaltam que o tema foi de fundamental importância para que os professores saibam como intervir no caso dos alunos que apresentam dificuldades no processo de ensino e aprendizagem. “Foi um momento em que todos colocaram as questões encontradas em sala de aula. Uma troca de experiência”, explicou Nilcéia.

O projeto contempla três dimensões, sendo essas: professores da sala de recurso multifuncional, professores de sala regular e equipe gestora das unidades escolares das redes estadual e municipais, dos sete municípios que compõem o polo do Cefapro. “Foi maravilhoso, agradeço imensamente as pessoas que colaboraram na execução dessa formação”, disse Nilcéia.

Para o professor formador Djalma Ramires, responsável pelos trabalhos, a formação foi positiva tendo em vista que houve o envolvimento dos participantes, sendo assim, espera-se que essas práticas sejam aplicadas no interior das unidades escolares. “Muitas vezes, em nossa profissão nos deparamos com grandes dificuldades em relação ao aprendizado ou ao comportamento dos alunos”, assegura.

Quem também avaliou positivamente a formação foi a chefe do departamento pedagógico da Secretaria Municipal de Educação de Alta Floresta, Erni Inez Limberger Battirola. “O encontro proporcionou importantes conhecimentos referentes ao funcionamento cerebral, o que, automaticamente, nos propiciou informações de como o aluno aprende”. (Com informações Seduc-MT)

34b07316-4137-499a-b815-7fc08913118c

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top