Últimas Notícias

Mesário Voluntário: Convênio com universidades estimula participação dos acadêmicos

Bruno Felipe

0e487df1-d6e3-4755-91c0-226f2d9ab4dbCom o objetivo de incentivar a adesão ao voluntariado de serviços eleitorais nas mesas receptoras de votos, a Justiça Eleitoral lançou em 2004 o programa Mesário Voluntário. Neste ano, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), por meio da Justiça Eleitoral de Alta Floresta, firmou convênios com algumas universidades do município para que os acadêmicos interessados possam participar do programa. Para isso, é necessário ao estudante preencher uma ficha de inscrição disponibilizada no Cartório Eleitoral até o final de julho.

Além de contribuir com a democracia, o acadêmico que se cadastrar como mesário voluntário poderá receber uma série de benefícios como atividade extracurricular, recebendo 30 horas de atividades em relação ao curso que está estudando, além de receber folga compensatória no serviço, ou seja, a cada dia trabalhado na eleição (incluindo o dia do treinamento) o mesário recebe dois dias de folga em seu trabalho, com documento emitido pela Justiça Eleitoral. A atuação como mesário também pode ser utilizada como critério de desempate em concursos públicos.

 De acordo com Alex Arruda, chefe do Cartório Eleitoral de Alta Floresta, as inscrições iniciaram-se no dia 21 de maio e a procura já é grande, mas ele ressaltou que as vagas são limitadas e a possibilidade de participar do projeto apenas será possível por ordem de inscrição. Quem deseja se inscrever é necessário comparecer ao Cartório Eleitoral de Alta Floresta, localizado na Rua H, no período de atendimento das 07h30 à 13h30.

Conforme Alex explicou para a reportagem do Jornal O Diário, o trabalho dos mesários garante que a vontade do eleitor seja respeitada e a democracia fortalecida, além de ampliar o número de colaboradores com a Justiça Eleitoral de forma consciente e espontânea. Cada sessão terá 4 mesários e à princípio eles serão alocados nos locais que irão votar, para que todos possam trabalhar e exercer a cidadania democraticamente.

“Esse projeto do mesário voluntário foi maravilhoso para nós porque vai ter mesários realmente dispostos a trabalhar, a fazer a coisa como deve ser feita; nós ganhamos, eles ganham e a democracia ganha”, disse Alex em entrevista ao Jornal O Diário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top