domingo , julho 15 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Alta Floresta / “Bando de safados, sem vergonha e vagabundos”, Marcos Menin detona “críticos” das redes sociais

“Bando de safados, sem vergonha e vagabundos”, Marcos Menin detona “críticos” das redes sociais

Da Reportagem 

O vereador  Marcos Menin (DEM) surpreendeu em seu pronunciamento na sessão ordinária desta semana na Casa de Leis altaflorestense ao atacar membros de redes sociais que estariam criticando a atuação da Câmara Municipal em relação à doação de uma área de 20 mil m² ao Tribunal de Justiça para que seja construído o novo Fórum da Comarca de Alta Floresta. “É um bando de safados, sem vergonha e vagabundos, disse o edil da Tribuna, sem citar os nomes, afirmando que estes se escondem atrás das mídias sociais para criticar.

Para a reportagem do O Diário, com exclusividade, Menin disse que a crítica não foi direcionada à nenhum parlamentar e nem mesmo à um cidadão em especial, mas atribuiu à perfis fakes, aqueles que são criados com o intuito de criticar algo ou alguém, “falei de pessoas que estão com fake na rede social, eu não sei nem que é”, explicou o vereador, “tudo o que você faz, tem os a favor e os contras, a gente está vendo nas mídias sociais xingando, denegrindo a imagem do vereador, vereador é safado, vereador é vagabundo, vereador é pilantra, eu estou em Alta Floresta há mais de 30 anos, nunca fui preso nem por falta de habilitação, como é que eu sou um bandido, como é que eu sou um vagabundo?”, pergunta.

Sobre a doação da área para a construção do novo prédio do Fórum, proposto pelo grupo JMD, no loteamento “Aquarela Hamoa Residencial”, MEnin disse ser a favor pela expansão que a cidade necessita. “Eu sou a favor, porque eu tô vendo que está crescendo pra lá, eu cheguei aqui em 79, eu tinha que andar por uma picada para chegar aonde é minha casa e olha onde ela ficou, no centro e todo mundo falou que lá era longe. Longe é um lugar que não existe, porque e nós queremos ser grandes, nós temos que expandir”, afirmou.

O presidente da Câmara, Emerson Machado (MDB) tem posicionamento diferente em relação à distância. Para ele, o ideal é que o Fórum continuasse ande está e o recurso que o TJMT já afirmou ter disponível fosse investido na construção de um prédio moderno na área central da cidade. “A minha opinião é que fizesse um prédio aonde já é o Fórum, com estacionamento debaixo, com elevadores, isso embeleza a cidade, um prédio no centro da cidade, imagina como seria bom, é um espaço adequado pro Fórum, atenderia a população é aqui no centro da cidade, isso era o meu desejo”, afirmou, ampliando a critica em relação à falta da presença do estado na cidade, “nós altafloretenses estamos esperando a ajuda do Estado há quanto tempo? Agora vamos doar mais uma érea de 4 milhões para o Estado?, porque o Estado não pode então devolver esta érea para o município?”, perguntou. Machado quer condicionar, na Lei enviada à Casa, que o estado faça a devolução da área aonde hoje é o Fórum e que já foi objeto de doação pelo próprio município que, inclusive, investiu em torno de R$ 4000.000,00 em ampliação e modernização do prédio há cerca de 10 anos.

A polêmica está instalada. O projeto está na Câmara, mas não foi levado à Plenário nesta terça-feira. Havia a possibilidade de ter sido retirado o ofício de tramitação em regime de urgência especial, no entanto isso não aconteceu. A proposta do presidente é que o projeto tenha tramitação simples com todos os prazos das comissões e que haja um amplo debate com a sociedade.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top