quarta-feira , julho 18 2018
              
Últimas Notícias
Capa / Alta Floresta / Briga de adolescentes em porta de escola preocupa comunidade escolar

Briga de adolescentes em porta de escola preocupa comunidade escolar

01Kariny Santos

Um vídeo, que viralizou nas mídias sociais mostra uma briga de adolescentes, duas meninas, ambas de 14 anos, em frente da Escola Estadual Rui Barbosa, localizada no bairro Cidade Alta, aonde as duas estudam. A gravação de 30 segundos foi feita na última segunda-feira 05, quando uma das meninas agrediu a outra após o horário da aula.

Na imagem, uma das alunas – moletom vermelho e calça clara – é golpeada diversas vezes por outra aluna com socos no rosto, na cabeça e pontapés. De acordo com a diretora da Escola, Joeli Dupin Carvalho o conselho tutelar, bem como a Polícia Militar e a Polícia Judiciária Civil foram acionados, a diretora explicou para a reportagem do Jornal O Diário,

“o motivo da briga, foi que uma daquelas meninas matou aula na última quinta-feira 01, pulou a janela e eu vi. E ai alguém contou para ela que aquela menina que apanhou foi uma das que contou, mas, não, foi eu que vi, dai hoje ela foi bater na outra chamando de “cagueta”, e hoje a outra estava de bicicleta ela chegou de voadeira onde a menina caiu e ficou com a perna presa na bicicleta, onde ela montou em cima e não teve como a outra se defender”, destacou.

As alunas estudam na mesma sala, conforme Joeli a escola está sobrecarregada e como acordo para a permanência na unidade todos devem seguir as regras, “a escola vai dar transferência, pois aceitamos todo mundo, mas, estamos com um número muito grande de alunos, uma faixa de 1.330 e todos têm que cumprir a regra, quem não cumprir que procure outro espaço para ele”, destacou a diretora afirmando que desde a última semana está tentando contado com os país da agressora. WhatsApp Image 2018-03-05 at 19.25.21

Joeli lamentou o ocorrido e destacou que os alunos que incentivaram a briga também serão convocados à diretoria e devem ser advertidos, “eu fico triste é que os colegas de sala e demais estavam assistindo e aplaudindo e mandando brigar e nenhum separa, isso é muito triste para nós como professor que ensinamos todos os dias para não incentivar brigas”, lamentou.

Esse tipo de ocorrência pode levar a casos mais graves, como o registrado em 2012 na mesma escola quando, após desentendimentos que iniciaram dentro da escola, Jefferson Cruz dos Santos, então com 21 anos foi assassinado à tiros na porta da escola, por um adolescente de 17 anos.

 

 

 

 

Sobre Kariny Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top