Capa / Alta Floresta / Empresa especializada em exportação de Teca abre novo empreendimento em Alta Floresta

Empresa especializada em exportação de Teca abre novo empreendimento em Alta Floresta

Bruno Felipe

TECAO grupo suíço ShareWood, um dos principais fornecedores de madeira no Brasil,  em parceria com a empresa de comércio exterior Atlantic Impex, está trazendo para Alta Floresta um novo empreendimento que visa a exploração e exportação de madeira Teca. “Todo produto tem destino certo que é a exportação para a Índia”, informou o Gerente de Operações, Alexandre Almeida, para a reportagem do Jornal O Diário. O empreendimento está em construção às margens da MT-208, cerca de 12 km da região central de Alta Floresta. O foco da empresa é estrutura e gestão de investimento florestal sustentável.

A Sharewood tem sede na cidade de Zurich, na Suíça e matriz no Brasil na capital do estado de Mato Grosso, Cuiabá. Segundo Alexandre, a nova serraria está sendo construída em um local de 3 hectares e tem previsão de término para o próximo dia 15 de fevereiro. Neste dia será iniciada o beneficiamento da primeira leva de madeiras. O projeto está avaliado em cerca de 1.500,000,00 (Um milhão e quinhentos mil reais), sendo que em torno de 85% desse valor já foi investido no empreendimento. De acordo com Alexandre, o negócio é extremamente rentável, pois o investimento terá Payback (retorno do capital investido) de apenas 5 meses.

De acordo com Alexandre, a serraria é apenas uma primeira etapa, pois segundo ele, a empresa está avaliando um novo investidor para a construção de uma fábrica de “pélete”, que é cada uma das pequenas pastilhas de forma cilíndrica constituídas por resíduos de madeira seca, triturados e comprimidos, que são utilizadas como combustível ecológico em caldeiras e recuperadores de calor. Os produtos serão transformados e ensacados para ser exportado para a Europa. O investimento desta fábrica está avaliada em torno de 2.8000 (Dois milhões e oitocentos Reais).

Além do próprio plantio de teca, o empreendimento irá adquirir toda a teca da região em torno de Alta Floresta, principalmente nos assentamentos de Carlinda.  Alexandre informa que serão consumidos 2.800 (dois mil e oitocentos) metros cúbicos de tora que serão transformados em 800 (oitocentos) metros cúbicos de Teca beneficiada. “Temos um contrato de produção a cumprir de 800 metros cúbicos por mês até janeiro de 2020”, disse Alexandre que ressalta as expectativas em alcançar 6 (seis) milhões de dólares nesse período. Para Alexandre, com o investimento, cerca de 35 (trinta e cinco) empregos diretor serão gerados.

Matéria completa na edição do dia 19/01 do Jornal O Diário.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top