Últimas Notícias

Presidente da AMM diz que assembléia de Prefeitos pode pedir cassação de Taques

MT

O Presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, garantiu em evento realizado em Sinop, em frente ao Hospital Regional por municípios do Norte do Estado, para protestar contra os atrasos da saúde, que nesta próxima sexta-feira (10), haverá uma assembléia entre prefeitos de Mato Grosso e que este ato pode ser histórico com o pedido de cassação do Governador do Estado Pedro José Taques (PSDB).

Segundo Neurilan Fraga, mais de oitenta prefeitos já confirmaram presença na Assembléia que acontece a partir das 08h00 da manhã na sede da AMM, além de vários Deputados e Vereadores. Em pauta estará em discussão os atrasos sistemáticos dos repasses constitucionais que deveriam ser feitos pelo Estado e não estão sendo cumpridos, colocando municípios de Mato Grosso em situação de emergência.

Para o Presidente da AMM, todos as possibilidades de negociação com o Governo já se esgotaram e até o momento Pedro Taques não honrou quase nada do que combinou, seja com Prefeitos, Assembléia, Tribunal de Contas, Ministério Público e Tribunal de Justiça. Além dos repasses constitucionais ainda ha atrasos que tem causado mortes como a falta de recursos para saúde, atrasos no Fethab, transporte escolar entre outros. Neurilan afirma que a cassação não é a vontade do Presidente da AMM, porem está pode ser a única saída para que Mato Grosso não entre em colapso.

“Nós não podemos viver mais de promessas, não da pra esperar o FEX, o Governador não fez gestão, não priorizou e levou o Estado em situação quase irreversível. Não queremos a cassação do Governador, mas quem decide são os Prefeitos e o que for decidido em Assembléia será cumprido pela AMM, caso os prefeitos decidam por pedir a cassação de Pedro Taques, na segunda feira nosso advogado fará a peça e encaminhará para a Assembléia Legislativa.”

Para o Presidente da AMM, esta deve ser a último tentativa de uma saída para o impasse, já que a Associação dos Municípios entrou com mandado de Segurança a mais de sessenta dias e até agora não houve por parte da justiça um posicionamento em relação aos atrasos, mas ele lembra que mesmo que seja decidido pelos prefeitos o pedido de cassação do Governador a decisão final e política é dos Deputados.

“Nós já entramos com mandado de segurança mas até agora a Justiça não se posicionou, agora pode acontecer este pedido de cassação, porem o que a AMM pode fazer é encaminhar ao Legislativo e ai cabe a Assembléia de Mato Grosso acatar ou não nosso pedido e casso aceite investigar e cassar o governador por não cumprimento da constituição e improbidade administrativa”. Finalizou Neurilan Fraga Presidente da AMM.

Caso aconteça o pedido e Pedro Taques (PSDB) seja cassado, quem assume o governo é o Vice Governador Carlos Favaro (PSD).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top