Últimas Notícias

Pedro Taques sabia do esquema de grampos desde o início, diz delegado

DELEGADO

O delegado da Polícia Civil Flávio Stringueta, um dos responsáveis pelas investigações sobre os grampos, afirmou que as investigações mostram que o governador Pedro Taques (PSDB) conhecia o esquema de interceptações clandestinas, que vigorou no governo do estado entre 2014 e 2015. Por meio de assessoria, o governador informou que não irá se manifestar sobre o assunto.

“O então candidato ao governo José Pedro Taques tinha conhecimento, avalizou esses grampos, e depois, enquanto o governador, continuou mantendo isso, de alguma forma, através do seu secretário da Casa Civil, o senhor Paulo Taques”, declarou o delegado.

Stringueta e a delegada Ana Cristina Feldner fazem parte da equipe que tinha sido montada no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) para investigar os grampos.

Primo do governador Pedro Taques, Paulo Taques, que está preso desde o dia 27 de setembro, é ex-secretário da Casa Civil de Mato Grosso. Ele assumiu o cargo no primeiro escalão do governo e o deixou em maio deste ano, quando o Fantástico denunciou o esquema.

Paulo Taques é tido como um dos supostos líderes do esquema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top