Últimas Notícias

De olho numa vaga na AL, Paiva assume PR e aposta em Welligton Fagundes para Governo

Assinatura da ficha Edinho - Cópia

Da redação

Há pouco mais de um ano para as eleições de 2018, o PR (Partido Republicano) em Alta Floresta começou a fazer mudanças visando preparar-se para o pleito que se avizinha. Uma das mudanças foi na direção do PR, que foi entregue pelo presidente do diretório estadual, senador Welligton Fagundes, ao empresário Edinho Paiva, que foi candidato à prefeito nas eleições passadas e tem demonstrado publicamente o interesse em disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Paiva saiu do PSC e assinou a ficha de filiação junto ao PR e de quebra “ganhou” a presidente do diretório municipal até então comandado pelo ex-vereador e ex-vice prefeito Luis António Ferreira de Melo.

Segundo Edinho Paiva, ele assume o partido com a incumbência de reestruturar o partido não apenas em Alta Floresta, mas em toda a chamada região do Portal da Amazônia. “Fui convidado a estar fazendo parte do PR há cerca de 60 dias, com o intuito de assumir a presidência do PR, pegando de Itaúba até Nova Bandeirantes, para reestruturar o partido preparando o PR para as eleições de 2018”, anunciou à reportagem do O Diário.

Nas palavras do novo integrante da sigla, o PR terá candidato a governo do estado sendo que o nome que estará sendo preparado é do senador Welligton Fagundes, “é o nome mais preparado hoje para administrar o Estado”, outra liderança que poderá surgir nos próximos dias dentro do partido é o Conselheiro Antônio Joaquim, a quem teria sido oferecido a possibilidade de concorrer ao Senado Federal. Antonio Joaquim já demonstrou interesse em disputar as eleições majoritárias, porém estaria, segundo palavras do senador à Edinho Paiva, pensado seriamente na proposta.

Localmente, o PR, que já teve vereadores, vice-prefeito, secretários no primeiro escalão, atualmente está fora da política. Nas eleições passadas sequer fez parte de qualquer coligação. O ex-presidente, que já entregou toda a documentação para a nova liderança republicana, como atas e fichas de filiações, está mais voltado às suas atividades empresariais. “Já entreguei toda a documentação, fico feliz que o Edinho esteja animado e torço por ele, mas eu não conseguia mais conduzir a minha vida pessoal e as pretensões do partido”, disse Luiz Antonio numa rápida conversa com nossa equipe nos corredores da prefeitura há cerca de 10 dias.

A transição de comando do PR está sendo tranquila, segundo Edinho Paiva e “sem pressa”, já que apesar de moralmente ter sido alçado à condição de presidente, documentalmente, ainda não. “A estratégia nossa de primeiro momento é formar esta comissão provisória sem pressa, é o que nós estamos fazendo, eu sou o presidente, moralmente do PR hoje, ainda não fiz a comissão provisória, eu tô formando esta Comissão muita calma”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top