Últimas Notícias

Se não houver acordo para pagamento de RGA greve geral deve se iniciada diz sindicalista

Greve-GeralA exemplo do ano de 2016 quando foi mobilizada a maior greve geral da história do Mato Grosso, o ano de 2017 não está tomando rumos diferentes. De acordo com o representante do Sintep no município Dirceu Blanski, o governador de Estado quer pagar a Revisão Geral Anual (RGA) de 6,58%, que é a recomposição salarial da inflação de 2016, em três parcelas, a partir de janeiro de 2018, algo que foi rejeitado durante assembleia na última segunda-feira 29. Se não houver contrapropostas a greve, segundo o educador, deve iniciar com o fim do primeiro semestre.

O governador Pedro Taques (PSDB) apresentou a proposta de parcelamento da RGA deste ano na sexta-feira (26) e alegou que o estado não poderia pagar integralmente a revisão devido à crise financeira. Na proposta as duas primeiras parcelas, no valor de 2,15%, seriam incorporadas aos salários dos servidores estaduais até abril de 2018 e a última parcela, de 2,14%, seria paga em setembro do ano que vem. Dessa forma, segundo Taques, o impacto no governo seria de R$ 450 milhões no próximo ano, “ele se propõe em dividir nas folhas de abril, junho e setembro de 2018, então isso é uma proposta meio que inaceitável não só pelos trabalhadores pela área da educação estadual, mas por todos os trabalhadores que são do Estado do Mato Grosso”, destacou Blanski.

De acordo com Dirceu, durante os próximos dias os servidores irão buscar a negociação com o governo do estado, mas, caso não haja consenso, os representantes das 32 categorias do estado não descartam a realização de outra greve unificada, “a categoria dos trabalhadores da educação decidiram o seguinte, que se caso o governador não pagar os 6.58% de 2017 no ano de 2017 ainda então a greve inicia a partir do retorno das férias no segundo semestre, que seria na primeira semana de agosto”, destacou Dirceu.

Para a educação as principais pautas de reinvindicações é o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) e a realização de concurso público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top