Últimas Notícias

Sarau Literário homenageia a Cultura Matogrossense

@E<

A Escola Estadual Jayme Verissimo de Campos Junior de Alta Floresta realizou na noite do ultimo sábado (27) , a IX edição do Sarau Literário. O tema abordado pela instituição de ensino publica esse ano foi a cultura matogrossense.

Antes de iniciar o evento, a organização homenageou de forma póstuma, com 1 minuto de silêncio, a familia de duas alunas da escola JVC que perderam o pai justamente naquele dia. José Clóvis Soares Feitosa, 52 anos, pai das alunas Marizabel Feitosa e Rebeca Feitosa, que morreu após capotar o veiculo na MT-419, próximo ao município de Novo Mundo.

Após esse momento póstumo, a noite de homenagens a cultura mato-grossense foi aberta com um breve relato sobre a história do estado, feito pelos professores Ednei e Onalda.

Eles relembraram que a história do estado iniciou em 1525, quando o navegante Pedro Aleixo Garcia percorreu as águas dos Rios Paraná e Paraguai em direção a Bolívia e que apenas em 1718 foi descoberto o potencial aurífero do estado, sendo que no dia 19 de março de 1952, foi instalada a primeira capital do estado de MT, Vila Bela da Santíssima Trindade.

@E<

O termo Mato Grosso foi utilizado pela primeira vez em 1734 pelos irmãos Fernando e Artur Paes de Barros, quando buscavam índios Parecis e descobriram uma mina de ouro no Rio Galera, Vale do Guaporé, onde chamaram o local de Minas de Mato Grosso.

Em 1970, por conta das dificuldades governamentais para se desenvolver a região em virtude da sua grande extensão e diversidade, o estado foi desmembrado, dando origem ao estado de Mato Grosso do Sul sendo que em 1979, o presidente Ernesto Geisel assinou a lei complementar nº 31, que efetivou essa divisão do estado.

A partir desse breve histórico, iniciaram-se as apresentações, 12 no total.

Primeiramente, uma declamação do poema “Minha Terra” de autoria do aluno Lindomar Antônio do 3º ano J, e várias outras apresentações, que preservam as manifestações culturais do estado. Entre essas manifestações, o Siriri e o Cururu, danças tipicas que tem como instrumental a viola cocho, um instrumento musical rudimentar típico da Bacia do Alto Paraguai, produzida por mestres artesãos, violeiros e cururueiros.

O popular Rasqueado Cuaibano, que tem origem no siriri e na polca paraguaia, tambem foi lembrado através dos alunos do ensino médio.

Sucessos sertanejos, como a musica 60 dias Apaixonado, do cantor Almir Sater, foi relembrado através da voz da aluna Ariele que foi acompanhada no violão pelo Professor e Coordenador Carlos.

A decoração do ambiente escolar, toda ela produzida pelos alunos, retrataram a cultura matogrossense. Até mesmo o Ipê, uma árvore nativa de Mato Grosso foi tema abordado no Sarau.

Ao final das apresentações, a comunidade escolar e os alunos saborearam o tipico bolo de arroz, preparado com mandioca e coco ralado e tambem um chá mate. Lembrando que o bolo de arroz foi declarado pelo Governo do Estado, como prato tipico de Mato Grosso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top