Últimas Notícias

EDITORIAL: Caso dos grampos em MT se compara ao Watergate

Escuta telefônica clandestina revelada no Fantástico pode derrubar governador como aconteceu com presidente americano

taques escutas ilegaisMuvuca Popular

“Caso Watergate” que derrubou o governo Nixon nos anos 70 é emblemático nos EUA, e tirando a ficção apresentada na literatura e no cinema, ainda há a corrupção institucionalizada a partir do uso de recursos públicos, seja com o trabalho de servidores e equipamentos públicos, ou o próprio uso das instituições para os desejos particulares.

O desvio de Nixon, e as sucessivas mentiras e manobras para encobrir o arrombamento e os grampos na sede do Partido Democrata (o edifício Watergate) foram motivadas por um profundo complexo de inferioridade frente ao mito de Kennedy e o seu partido Democrata. O caso foi puramente de medo do novo presidente em relação a gestão anterior.

Por que a gestão Taques mandaria grampear um jornalista? Apenas um jornalista no conjunto de vários outros? Ou uma mulher “com envolvimento amoroso” com o primo Paulo Taques (o programa do Fantástico poderia dizer amante)? A insegurança dos ocupantes plantonistas no Palácio Paiaguás é típica dos que enriqueceram subitamente e que não confiam em ninguém.

Nixon teve um governo isolado com pouca conversa com o povo e muita conversa com seus financiadores do complexo industrial-militar, ou seja, trabalha pela guerra e não pela paz. Algo parecido com Taques acuado no Palácio Paiaguás e recebendo apenas o agronegócio, ao invés de todo o segmento da sociedade (estudantes, quilombolas, sem-terra, funcionários públicos, pequenos empresários e etc).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top