Últimas Notícias

Anac faz vistorias no aeroporto de Alta Floresta; “situação regular”

aeroporto ANACKariny Santos

A diretoria de Regulação Econômica da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) fez uma vistoria no Aeroporto municipal Piloto Oswaldo Marques Dias, em Alta Floresta, de segunda-feira (08) à quinta-feira (11). A analise é feita anualmente em todos os aeroportos do Brasil e segundo informações obtidas juntamente com a administração do aeroporto de Alta Floresta, a situação é regular e não corre riscos de fechamento.

A equipe da Anac chegou ao início da semana e vistoriou o aeroporto municipal de ponta a ponta dando uma atenção especial em fiscalizar se as exigências feitas anteriormente para ver se foram cumpridas. Ontem pela manhã os fiscais da Anac se reuniram com a Administração Municipal que possui a concessão do aeroporto e com a administração do aeródromo para passar o resultado da vistoria e as novas exigências, que segundo os responsáveis são coisas simples baseadas em mudanças recentes da legislação, como grades em janelas de banheiros e mudança de cercas, entre outros.

O terminal aeroportuário de Alta Floresta, sempre que os técnicos da Anac realizam as fiscalizações, sofre com risco de fechamento, de perca de caminhões de combate a incêndio, problemas com o atrito da pista de pouso e decolagem, dentre outros episódios que marcaram a sua trajetória. De 2016 para cá, algumas ações foram desenvolvidas para que o aeroporto não fosse fechado, medidas tiveram que ser tomadas como a instalação do Scanner Spectrum – Raio-x e também uma esteira de bagagens, que foram adquiridos e estão em operação.

No ano passado em uma visita técnica da SAC (Secretaria de Aviação Civil) e Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso), contemplaram o terminal do município com o PAR (Programa de Aviação Regional) que tem como objetivo democratizar o acesso ao transporte aéreo e reduzir o custo das passagens no interior do país. Na ocasião era previsto o investimento de R$ 7,3 bilhões para adequar e ampliar aeroportos regionais disponíveis para voos regulares.

Uma das maiores preocupações da administração municipal e do aeroporto com a fiscalização da Anac era a situação da área de segurança, que poderia resultar até no fechamento do aeroporto municipal, uma vez que no local estão alocadas dezenas de famílias em imóveis onde antes funcionavam agências de táxi aéreo. A estrada vicinal que passa em frente ao parque de exposições (e parte do parque de exposições que no próximo ano deve ser feita em um novo local), até mesmo parte da estação de tratamento de esgoto deverá ser desocupada, porém segundo a administração do aeroporto a situação foi ‘controlada’ após o Ministério Público entrar com uma ação de desocupação, o que evitou o possível fechamento do aeroporto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top