Últimas Notícias

Mato grosso é o 3º estado do país em óbitos no trânsito

acidente fatal (2)DC

Mato Grosso figura entre os três Estados do Brasil com maior índice de óbitos no trânsito a cada 100 mil habitantes com 37,4 mortes. O Estado só perde para Tocantins que tem um índice de 39,6 mortes a cada 100 mil e para o Piauí com 40,7 a cada 100 mil. O estudo é a terceira edição do relatório “Retrato da Segurança Viária”, desenvolvida pela Ambev em parceria com a consultoria Falconi.

A média do Estado é a maior do Centro-Oeste e supera até mesmo a média nacional, que tem 21,9 mortes no trânsito a cada 100 mil. Segundo a pesquisa, desde 2008 o estado tem indicadores superiores a 35,0, valores comparáveis a países como Venezuela e República Dominicana. Somente os gastos com óbitos e feridos no trânsito foram mais de R$ 495 milhões.

Além disso, das 10 cidades com maiores indicadores do Brasil, duas são do Mato Grosso, Cáceres (10ª posição) e Diamantino (7ª posição). Com relação ao perfil dos óbitos, a maioria é de motociclistas, cerca de 43%. O estudo mostra que a cidade de Diamantino tem 95,5 mortes no trânsito para cada 100 mil. Cáceres fica com um índice de 85,5 e Poconé 74,8 a cada 100 mil.

Mato Grosso que tem a sexta maior frota de veículo do país 1,6 milhão. O estudo mostra que no ano de 2014 o trânsito teve 5.141 feridos no Estado, uma taxa de 159,4 a cada 100 mil. Os mortos em acidentes de trânsito de Mato Grosso alcançaram 1.205, 37,4 a cada 100 mil. O levantamento aponta que 34% dos mortos estavam em automóveis, 43% em motocicletas e 14% eram pedestres.

No Brasil foram 44.471 pessoas mortas. O indicador de óbitos por 100 mil habitantes chegou a 21,9. Estima-se que apenas em 2014 foram gastos com óbitos e feridos por acidentes de trânsito mais de 18 bilhões de reais. A região Centro-Oeste é a que teve maior indicador de óbitos por 100 mil habitantes no Brasil em 2014. Foram 4.725 pessoas mortas por acidentes de trânsito, a maioria delas em automóveis ou motociclistas, 37% e 36%, respectivamente. O percentual de óbitos de pedestres é o menor dentre as regiões, somando 17% em 2014.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil tem um dos trânsitos mais violentos do mundo. O relatório “Retrato da Segurança Viária” ressalta que o país teve um aumento de 3,2% no número total de mortes em decorrência de acidentes em um ano. Em 2014, 44.471 brasileiros perderam suas vidas em acidentes viários e o número absoluto de feridos cresceu 5,9% em relação a 2013, chegando a mais de 203 mil. No mesmo período, os feridos por 100 mil habitantes aumentaram 5%. De 2003 a 2014, mais de 477 mil brasileiros morreram nas ruas, avenidas e estradas e mais de 1,7 milhão ficaram feridos.

Ação – Uma das maiores causas de acidentes no trânsito está relacionada à combinação álcool e volante. Em Mato Grosso a Operação Lei Seca realizou mais de 42 edições, que resultaram em 159 flagrantes, 4.214 testes de alcoolemia realizados, 1.625 autos de infração de trânsito lavrados, 727 CNHs recolhidas e 192 veículos removidos. Cuiabá é a primeira capital do Centro Oeste e a sétima do país, onde as pessoas fazem está combinação perigosa entre álcool e volante. (AA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top