Últimas Notícias

Vereadora volta atrás e agora quer “verba indenizatória integral”

ElisaDa Redação

A vereadora Elisa Gomes Machado (PDT) utilizou a tribuna da Câmara Municipal, durante o retorno das sessões ordinárias deste ano para anunciar que voltará a requerer a verba indenizatória integral a partir deste ano, por estar enfrentando sérios problemas de saúde na família. Elisa foi contra o aumento da verba indenizatória votada no ano de 2013 e prometeu devolver o dinheiro para a prefeitura.

Naquele ano, a verba indenizatória que era de R$ 3.500,00 teve um acréscimo de R$1.000,00 subindo para R$ 4.500,00, Elisa abriu mão do aumento, mas continuou recebendo R$ 3.500,00 por mês. Pouco mais de um ano depois, em fevereiro de 2015, a verba indenizatória sofreu novo reajuste de R$ 1.000,00 subindo para R$ 5.500,00, novamente Elisa se posicionou contrária ao aumento e se manteve recebendo os R$ 3.500,00. “As minhas atividades parlamentar(es) eu utilizava do meu salário, os R$ 3.500,00 que eu tinha de direito e mais parte do meu salário para as minhas atividades também parlamentares de gabinete”, explicou.

O que motivou a reivindicar a verba indenizatória nos valores atuais, é uma doença grave acometida em um dos membros da família, o seu marido e artista Agostinho Bizinoto, que está fazendo um tratamento contra uma forma de câncer (a vereadora não entrou em detalhes) no estado de Minas Gerais. “Estou atravessando um momento extremamente sério de saúde na minha família, não posso utilizar de outros recursos, então o meu salário ficará sendo utilizado no tratamento e as despesas de saúde do meu marido e é de conhecimento de todos que está com problemas de câncer, se tratando em outro município, então estou aqui me colocando dizendo para os senhores que eu estou fazendo a retirada do valor total da verba indenizatória”, anunciou.

Bizinoto – O artista Agostinho Bizinoto, escritor, teatrólogo, projetista na área cultural, ex-secretário de cultura, um dos criadores do Grupo Teatro Experimental de Alta Floresta, dentre tantas outras atividades desenvolvidas no setor cultural, desde novembro de 2016 foi para Uberlândia Minas Gerais (aonde residem parentes) para realizar um tratamento intensivo contra o câncer. Desde então a vereadora Elisa Gomes Machado tem se desdobrado entre viagens para o estado de Minas Gerais e sua atuação como parlamentar em Alta Floresta.

É inegável o desgaste que esta doença causa não apenas em quem está passando pelo tratamento, como nas famílias, o que justificaria por si só a mudança de postura. Confira abaixo na integra o trecho do pronunciamento da vereadora sobre a mudança de postura em relação à verba indenizatória.

camara“Todos sabem que eu fui contrária o aumento da verba indenizatória e deixei de recebe-la durante um ano, economizei desta forma para o município, R$ 24.000,00, então as minhas atividades parlamentar eu utilizava do meu salário, os R$ 3.500,00 que eu tinha de direito e mais parte do meu salário para as minhas atividades também parlamentares de gabinete, porque todos sabem as minhas atividades nos bairros e na zona rural e este ano eu estou pedindo o valor integral da verba indenizatória que é R$ 5.500,00 porque estou atravessando um momento extremamente sério de saúde na minha família, não posso utilizar de outros recursos, então o meu salário ficará sendo utilizado no tratamento e as despesas de saúde do meu marido e é de conhecimento de todos que está com problemas de câncer, se tratando em outro município, então estou aqui me colocando dizendo par aos senhores que eu estou fazendo a retirada do valor total da verba indenizatória, com muita dignidade eu faço este comunicado porque eu não quero fazer nenhuma solicitação e reivindicação sem que a comunidade saiba da lisura e do meu respeito para com os senhores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top