Últimas Notícias

PRODAM promove segundo encontro Troca de Saberes com produtores em AF

Giselle Oliveira

 

 

21-09-2015-PRODAM promove segundo encontro Troca de Saberes com produtores em AF 20

Ação integra uma das estratégias para conhecimentos dos produtores beneficiados pelo projeto Olhos D’ Água da Amazônia

Trocar experiências e conhecimento, com esse objetivo aconteceu nesta quarta-feira, 16 de setembro a palestra Troca de Saberes: Manejo e Produção de Hortaliças, ministrado pelo prof. Dr. Santino Seabra Júnior da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), com duração de 6 horas, a parte teórica que aconteceu na sede do Sindicato Rural de Alta Floresta e prática na propriedade do senhor Geraldo Dias, na Comunidade Cristalina. Participaram produtores rurais beneficiários do Projeto Olhos D’ Água da Amazônia, executado pela Secretaria de Meio Ambiente (SECMA).

Esse é o segundo encontro realizado por meio de ação do PRODAM, e discutiu com os participantes sobre o manejo e produção de Hortaliças, com a palestra do professor Dr. Santino Seabra Júnior, que ressaltou a importância de despertar nos produtores a questão do planejamento, além ser uma oportunidade para que eles possam direcionar as atividades de uma maneira que possibilite a sustentabilidade e continuar produzindo com o sistema orgânico de produção e conviver com pragas e doenças e possibilitar a produção de um alimento mais saudável.

Nesta propriedade é utilizada a técnica conhecida como mauch que é o plantio sobre lona, a principal vantagem desta técnica é o controle das plantas espontâneas, pois ela otimiza o tempo não permitindo o crescimento de plantas daninhas junto a produção de cultivos, e isso é de extrema importância levando em conta a escassez da mão de obra no campo. “Esta técnica facilita a vida do trabalhador rural”, explica a engenheira agrônoma, Ivone Neves.

Conforme a engenheira agrônoma, Ivone Neves essa é uma atividade que contribuiu para a ampliação da técnica em outras propriedades rurais, e uma oportunidade de disseminação de conhecimento junto aos demais agricultores, que tem a produção de hortaliças como mecanismo de renda. “Outros momentos como esse vão acontecer até o final do projeto”, completa a engenheira.

Segundo o coordenador executivo do Projeto Olhos D’ Água da Amazônia, José Alesando Rodrigues. “Este momento é uma troca de experiência entre os produtores, pois demonstra na prática o que cada agricultor tem de mais eficiente na condução de sua produção agrícola possibilitando assim uma formação continua entre produtores e técnicos do PRODAM”, finaliza.

Para o produtor rural Geraldo Dias, esse apoio por meio do Projeto Olhos D’ Água da Amazônia é importante para auxiliar os produtores rurais do município. “O projeto tem nos auxiliado muito com a disponibilização dos materiais e capacitação para dar prosseguimento à construção das hortas orgânicos e do galinheiro”, declarou.

 

(Assessoria de Comunicação – Projeto Olhos D’ Água da Amazônia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top