Últimas Notícias

Pimenta do Dia – Terça Feira

A reforma administrativa proposta pelo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Guilherme Maluf (PSDB), teve uma razão que só foi descoberta com a prisão do ex-presidente da Casa, deputado José Riva (PSD). Maluf propôs um amplo levantamento da situação estrutural da Casa, e chegou a suspender todos os pagamentos por 60 dias.

Contudo, de acordo com a juíza da 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, Selma Rosane Santos Arruda, que determinou a prisão do ex-presidente José Riva (PSD), diversos documentos relativos à situação contábil, orçamentária, financeira, patrimonial e operacional da Casa não foram disponibilizados à nova gestão.

Ela acata denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) de que Riva teria destruído, ocultado e falseado documentos, deixando os deputados sem os dados. A ata da sessão, realizada em 2 de fevereiro, foi publicada em Diário Oficial, no site da Casa e no Portal Transparência, sendo lavrada pelo primeiro vice-presidente, Eduardo Botelho (PSB).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top